Coimbra

Seia tem o Maior Queijo de Ovelha

Notícias de Coimbra | 8 anos atrás em 08-02-2016

A produção ao vivo do maior queijo de ovelha de Seia, cujo resultado é um queijo de 68 Kg, foi o momento mais marcante do dia, o terceiro da 38ª Feira do Queijo.

PUBLICIDADE

queijo seia 1

Foram precisos 400 litros de leite de ovelha, utilizando-se apenas sal e flor de cardo como coagulante, para criar este queijo, um processo que envolveu sete produtores do concelho, concretamente a Quinta da Pena, Queijaria da Eva, Queijos Lagos, Queijos Tavares, Ribeiro & Guimarães, Lacticínios Correia & Barreiras e Casa Matias.

PUBLICIDADE

O queijo de ovelha irá agora para “maturação”, que acontecerá por períodos iguais em cada uma das queijarias inumeradas, para ser aberto na próxima edição da Feira do Queijo.

O certame está a decorrer, desde sábado passado, no Mercado Municipal de Seia e espaço envolvente, e termina amanhã, pelas 16h.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Milhares de visitantes já passaram pela Feira, para saborear e adquirir os produtos locais, com especial enfoque no Queijo Serra da Estrela, o rei da festa.

Valorizar o produto mais representativo desta região, continuando a dignificar e reconhecer todos os que trabalham neste setor, é um dos grandes objetivos da Feira do Queijo, conforme referiu o Presidente da Câmara Municipal de Seia, Filipe Camelo, durante a sessão de abertura, no dia 6 de fevereiro, e que contou com a presença do Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Amândio Torres.

Para o autarca senense, a fileira do agroalimentar tem inúmeras potencialidades e valor acrescentado, que em muito têm “contribuído para a dinamização da agricultura na região”, onde é necessário continuar a apostar na “qualificação e diferenciação dos produtos”.

A este respeito, Filipe Camelo anunciou que a Câmara vai retomar a Agência de produtores Alimentares de Seia, “um centro de investigação do queijo, capaz de responder às problemáticas do setor”, que trabalhe “o marketing e a comercialização dos produtos”.

“Temos a matéria-prima, o saber, conhecimento e empresários dinâmicos”, referiu o edil, no entanto, a região continua “confrontada com um problema sério ao nível das acessibilidades, que é obstáculo ao crescimento e desenvolvimento da região/país”, “que nos desqualifica e nos impede de ser mais atrativos e mais competitivos”, deixando o repto a Amândio Torres para que “se concluam os itinerários complementares (IC) 6, 7 e 37, há muito prometidos.

Na ocasião, o Secretário de Estado concordou com a necessidade de ser criado um centro de competências, alicerçado no conhecimento das entidades existentes no território, como a ANCOSE – Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra, da ESTRELACOOP – Cooperativa dos Produtores de Queijo Serra da Estrela, e que seja capaz de “diversificar e promover novos produtos” que potenciem mais “a grande marca que é a serra da Estrela”.

Nesta edição da Feira do Queijo, a organização também atribuiu prémios aos melhores queijos de ovelha a produtores do concelho, cujos resultados foram conhecidos este domingo (dia 7 de fevereiro).

A Quinta do Tinte – São Gião, a Queijaria Quinta do Sarrodelho e Lacticínios Correia e Barreiras foram as queijarias distinguidas com o prémio “Melhor Queijo de Seia”, respetivamente nas categorias de queijo “Serra da Estrela”, “Queijo de Ovelha Curado Tradicional” e “Queijo de Ovelha Curado”. A avaliação esteve a cargo de um júri composto por cinco elementos representantes da ANCOSE, da ESTRELACOOP e da Direção Regional de Agricultura do Centro.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE