Portugal

Sabias que… o Centro apresentou projetos turísticos estruturantes (e que vais querer visitar)?

Notícias de Coimbra | 2 meses atrás em 01-03-2024

A apresentação de projetos turísticos estruturantes para o Centro de Portugal marcou o segundo dia da participação da Turismo Centro de Portugal na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa. Isso e uma nova visita do Presidente da República ao stand, desta vez com menos aparato mediático e mais tempo para conhecer as ofertas da região.

PUBLICIDADE

A manhã do segundo dia teve como protagonista a CIM Beiras e Serra da Estrela. A CIM e os municípios desta sub-região apresentaram os seus principais produtos e ofertas de experiências turísticas. Os destaques foram para o projeto “Viaja Pela Tua Serra da Estrela”, a Trienal Internacional de Design da Covilhã, o filme “Figueira de Castelo Rodrigo, história, tradições, património e eventos”, a iniciativa “Fundão, Força da Natureza”, a programação anual de Gouveia, o Guarda Wine Fest, a Feira Medieval de Pinhel e o resumo dos eventos de Trancoso.  Seguiu-se uma experiência gastronómica com produtos serranos, nomeadamente Licores e Carrapinhadas da Covilhã, Cereja do Fundão e vinhos da CVR Beira Interior.

Também de manhã, a Região de Coimbra apresentou o projeto Itinerários Napoleónicos, uma das grandes apostas deste território. Os Itinerários Napoleónicos são uma fascinante rede de rotas históricas que nos transportam para o passado, relembrando as invasões francesas em Portugal. As rotas exploram locais estratégicos, fortificações e eventos relacionados com essas invasões.

PUBLICIDADE

Paralelamente, a vice-presidente da Turismo do Centro participou numa mesa-redonda dedicada aos Caminhos de Fátima, que decorreu no stand de Turismo Religioso, no Pavilhão 2. Anabela Freitas destacou que o Turismo Religioso “é uma forma privilegiada de potenciar a atividade económica no território” e “uma oportunidade para acrescentar novos produtos turísticos à oferta da região”.

De destacar também a presença de Jorge Sampaio, vogal da direção da Turismo do Centro, na apresentação da Agenda Nacional “À Descoberta do Turismo Industrial”, que decorreu no stand dos Açores.

PUBLICIDADE

A tarde começou com um momento dedicado às Comemorações dos 200 Anos da Vista Alegre e com a apresentação da Centro de Portugal Film Commission – outros projetos importantes na dinâmica turística da região.

Também de grande relevância foi o projeto que se seguiu. Com o nome Terras da Transumância, junta os municípios de Castro Daire, Fundão, Gouveia e Seia, com o objetivo de valorizar a tradição pastoril e o património da transumância nestes territórios, que abrangem as Serras da Estrela, Gardunha e Montemuro. A transumância envolve a deslocação sazonal de rebanhos e os seus pastores, representando uma jornada pelos costumes e tradições dessas áreas.

A apresentação das Terras da Transumância contou com uma participação muito especial. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visitava o stand da Turismo do Centro nessa altura e subiu ao palco para elogiar o projeto.

Seguiu-se a apresentação de outro projeto de grande dimensão. A Grande Rota GR22, ou Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal, é um convite para explorar o património das Aldeias Históricas, unindo Portugal e Espanha numa celebração transfronteiriça da identidade ibérica. A rota, com quase 900 quilômetros, oferece uma experiência imersiva que combina atividades ao ar livre com a descoberta do património.

A tarde continuou com um espaço destinado à Região de Aveiro. Esta Comunidade Municipal e os seus autarcas deram a conhecer, um a um, os projetos Grande Rota Ria de Aveiro; RAW – Regata Anual de Moliceiros; Millèsime – Encontro Nacional de Espumantes (Anadia) e a Maratona da Europa – Aveiro 2024. Não faltaram as degustações de espumante, ovos moles de Aveiro e pão de ló de Ovar.

Em simultâneo, Jorge Sampaio, vogal da comissão executiva da Turismo Centro de Portugal, participou no lançamento da 6.ª edição do Prémio Nacional de Turismo, uma iniciativa do jornal Expresso e do Banco BPI, evento que incluiu um debate sobre o tema “O Turismo em Portugal 2024: e depois de um ano de recordes?”.

Questionado sobre o crescimento da procura turística no país, Jorge Sampaio respondeu que “este crescimento é um caminho natural, uma vez que temos tudo para sermos um grande país de turismo”. “Mas é também um caminho de trabalho, feito por todos. A grande conquista dos últimos anos foi termos percebido que temos todos de trabalhar no mesmo sentido, desde os agentes económicos privados aos agentes públicos, incluindo o Governo. Quando trabalhamos em conjunto e criamos redes de colaboração, ganhamos todos”, sublinhou.

A programação no stand da Turismo do Centro não parou. O Fórum Oceano veio apresentar a Rota “Nautical Portugal – Centro de Portugal” e a CIM Oeste deu a conhecer o projeto Geopark Oeste, a App Oeste Portugal, a iniciativa Digital Nomads, em Peniche, e apresentou ainda Convenção da ARAC, em Óbidos.

Enquanto isso, noutro stand, foram anunciadas as novas aderentes da Rede de Estações Náuticas de Portugal. O Centro de Portugal passa a contar com duas novas estações náuticas certificadas, dotadas de todas as condições – são elas as estações náuticas de Penamacor e Pedrógão Grande.

O dia terminou com a Região de Coimbra a apresentar a Marca Mondego Bussaco, que junta os concelhos de Mealhada, Mortágua e Penacova numa estratégia de promoção comum.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE