Extra

Sabe o que são “Chavões”? Foram certificados como “Artesanato dos Açores”

Notícias de Coimbra | 4 semanas atrás em 01-05-2024

“ Os “Chavões” da ilha de São Jorge vão passar a integrar a listagem das produções artesanais passíveis de serem certificadas pela marca coletiva “Artesanato dos Açores”, para distinguir o seu valor “artesanal e patrimonial”, foi hoje anunciado.

PUBLICIDADE

Os tradicionais “Chavões” são peças de madeira, “utilizadas para chavar (gravar, carimbar) os bolos de véspera para as Festas do Espírito Santo, na ilha de São Jorge”, segundo informação disponibilizada pelo Museu Francisco Lacerda na sua página da Internet.

A certificação deste produto artesanal típico da ilha de São Jorge constitui o “reconhecimento de uma produção ímpar e uma oportunidade cultural e económica para distinguir o seu valor artesanal e patrimonial”, referiu hoje a secretária Regional da Juventude, Habitação e Emprego, Maria João Carreiro, citada num comunicado do executivo regional açoriano (PSD/CDS-PP/PPM).

PUBLICIDADE

Segundo a nota, a governante falava na inauguração do Centro de Apoio ao Artesanato no concelho de Velas, na ilha de São Jorge, um “novo espaço de aproximação da produção artesanal local a residentes e turistas, numa perspetiva de promoção, divulgação e comercialização”.

O Centro de Apoio ao Artesanato está instalado num edifício da Câmara Municipal de Velas e resultou de uma parceria entre o Governo dos Açores e a Associação para o Desenvolvimento da Ilha de São Jorge (ADISJ).

PUBLICIDADE

A secretária regional com a tutela do artesanato do arquipélago dos Açores também valorizou a dinamização do setor artesanal da ilha de São Jorge, que conta atualmente com 40 artesãos inscritos no Centro de Artesanato e Design dos Açores (CADA) e 30 Unidades Produtivas Artesanais, das quais 10 são certificadas pela marca coletiva “Artesanato dos Açores”.

Maria João Carreiro anunciou ainda que o CADA está a preparar um novo ‘kit’ “Azores in a Box” dedicado à ilha de São Jorge.

Trata-se do “Kit do Café”, que inclui “cerâmica (chávena), tecelagem (saco do pão) e o próprio café, criando, assim, mais uma oportunidade de promoção do artesanato local de São Jorge”.

Ao SIDART – Sistema de Incentivos para o Desenvolvimento do Artesanato dos Açores, cujas candidaturas estão em apreciação, este ano foram apresentadas 14 candidaturas de artesãos de São Jorge, num montante global de 58 mil euros “para investimentos em projetos de qualificação e inovação artesanal ou em promoção”, lê-se também na nota do executivo açoriano.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE