Assinaturas NDC

Apoie a nossa missão. Assine o Notícias de Coimbra

Mais tarde

Saúde

Sabe como acompanhar o seu familiar no controlo da diabetes? Três dicas que o podem ajudar

Notícias de Coimbra | 4 meses atrás em 14-11-2023

A prevalência da diabetes nos idosos é bastante elevada e deve ser controlada de perto. De acordo com dados do Observatório Nacional da Diabetes, a população portuguesa entre os 60 e os 79 anos não diagnosticada com a doença é de cerca de 11%, sendo fundamental que as famílias acompanhem de perto os seus parentes idosos e os orientem para comerem de forma equilibrada e terem uma vida ativa. Só assim será possível que o envelhecimento seja saudável.

PUBLICIDADE

Assim, prestes a comemorar-se o Dia Nacional da Diabetes, a Lares Online, plataforma líder na referenciação segura de lares em Portugal, deixa três recomendações para que as famílias consigam ajudar os seus parentes idosos a controlar esta doença.

“À medida que vamos envelhecendo, as nossas necessidades fisiológicas alteram. Com a família de perto, o envelhecimento torna-se mais feliz, mais saudável. No caso do acompanhamento de doenças, e em particular da diabetes, as famílias devem estar envolvidas em todo o processo, como no desenvolvimento da ementa do idoso, que deve ser personalizada, ou em garantir que a medicação é tomada da forma correta. As famílias devem assegurar um acompanhamento próximo ao idoso, estando presentes, conversando, cuidando”, explica Marina Lopes, CEO da Lares Online.

1. Criar uma ementa personalizada: Este é o primeiro passo para ajudar a controlar a diabetes no idoso. A dieta deve incluir, por exemplo, alimentos ricos em fibras, como hortaliças, frutas e leguminosas, para melhor controlar o nível de glicose no sangue; carnes brancas e peixe, evitando ao máximo carnes processadas; e gorduras saudáveis, como nozes e castanhas. O acompanhamento profissional é fundamental, e apenas um profissional de saúde conseguirá indicar o melhor caminho.

2. Visitar regularmente o familiar idoso: É indispensável manter um contacto próximo com o familiar idoso, especialmente sabendo que a prevalência de diabetes aumenta com a idade. Recomendam-se visitas regulares, nas quais as famílias estejam com os seus parentes idosos, percebendo se existe algum sinal de alerta a que devam estar atentas, como a falta de medicação, ou simplesmente a ouvir e fazer companhia. O idoso sentir-se-á mais motivado a cuidar de si próprio se se sentir estimado.

3. Promover a capacitação e o autocuidado: Nas visitas, as famílias devem educar o idoso, explicando-lhes o impacto negativo de uma alimentação desequilibrada e da toma errada de medicação, orientando-os para as melhores decisões. Além disso, devem incentivá-los a cuidarem de si mesmos e capacitá-los para estarem alertas a sinais que indiquem que os níveis de glicemia se encontram muito acima do suposto, como visão embaçada, dormência nos pés ou fadiga excessiva e sem razão aparente. Cuidar do idoso é fundamental para garantir o seu bem-estar físico e emocional.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com