Mundo

Rússia lança 15 drones contra a Ucrânia. 14 foram abatidos

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 ano atrás em 28-03-2023

 O exército russo lançou, na noite de segunda-feira, 15 ‘drones’ contra o território da Ucrânia, que abateu, por sua vez, 14 desses dispositivos, informou fonte militar de Kiev.

PUBLICIDADE

“Durante a noite, o inimigo destacou 15 ‘drones’ [aparelho aéreo não tripulado] Shahed-136 para realizar ataques aéreos. Catorze deles foram destruídos pelos nossos militares”, disseram as forças armadas ucranianas na rede social Facebook.

De acordo com a Força Aérea ucraniana, os ‘drones’ Shahed foram lançados a partir o norte e sudeste da Ucrânia.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

A liderança da administração militar de Kiev indicou que 12 dos ‘drones’ foram “detetados e destruídos” no espaço aéreo da cidade.

PUBLICIDADE

O presidente da câmara de Kiev, Vitalii Klychko, referiu na plataforma Telegram várias explosões na capital.

Mesmo que sejam destruídos antes de atingir o alvo, os ‘drones’ podem explodir ao serem intercetados e derrubados.

Outros três ‘drones’ iam em direção da província de Dnipropetrovsk, no centro do país, sendo que dois foram destruídos pelas defesas aéreas ucranianas, enquanto o terceiro alcançou as instalações de uma empresa privada, provocando um incêndio que não causou vítimas, disse a administração militar da região.

A Rússia tem atacado com ‘drones’ Shahed, de fabrico iraniano, infraestruturas críticas ucranianas, em especial a rede elétrica.

Devido à doação de sistemas de defesa aérea pelos aliados, a Ucrânia tem conseguido intercetar a maioria dos ‘drones’ nestes ataques, evitando danos no sistema elétrico.

No entanto, especialistas alertaram que a Rússia também pode usar esses aparelhos não tripulados, de custo relativamente baixo, para forçar a Ucrânia a gastar equipamento muito mais caro para os intercetar e derrubar.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE