Conecte-se connosco

Destaque

Rússia acredita que OMS e Europa vão aprovar vacina Sputnik-V

Publicado

em

Responsáveis russos mostraram-se hoje otimistas quanto ao reconhecimento da vacina Sputnik-V pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Agência Europeia do Medicamento (AEM).

“Tudo aconteceu como previsto. Eles devem preparar um relatório, fazer recomendações sobre a forma de finalizar (algumas questões)”, disse hoje o ministro da Saúde russo, Mikhail Mourachko durante um fórum económico em São Petersburgo.

“Até ao momento, não recebemos qualquer questão crítica e penso que todo o trabalho vai desenrolar-se como previsto. Aguardamos os resultados”, acrescentou o ministro citado pelas agências russas de notícias. 

Kirill Dmitriev, que dirige o fundo russo que colaborou no desenvolvimento da vacina Sputnik-V disse que espera “uma decisão positiva (da AEM) em breve”.

“Não recebemos qualquer crítica, nem sobre os ensaios clínicos, nem sobre a produção. O processo está em curso e esperamos que não venha a ser politizado”, disse ainda Dmitriev, sem especificar.

Sobre a OMS, o responsável pelo fundo financeiro diz que espera a validação “dentro dos próximos dois meses”.

A AEM iniciou a análise do composto russo contra a covid-19, necessária para a eventual autorização da vacina na União Europeia.

O processo tem sido marcado por polémicas, tendo Moscovo criticado em várias ocasiões que a lentidão da Europa, sugerindo que o bloco europeu tem razões de ordem geopolítica para bloquear a validação da vacina russa. 

Sem aguardar pela decisão da AEM, a Hungria é o único Estado da União Europeia que incluiu o composto russo no programa de vacinação nacional contra o SARS CoV-2.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade