Conecte-se connosco

Política

Rui Rio recebe promessa de sapatos se for eleito

Publicado

em

 Em campanha hoje em Espinho, sem se cruzar com a comitiva do PS, Rui Rio conquistou apoio de quem nunca votou PSD em legislativas e a promessa de um par de sapatos por ano se for eleito.

O presidente do PSD percorreu uma artéria central da cidade de Espinho, distrito de Aveiro, sempre acompanhado pelo ex-deputado Luís Montenegro, entrou em algumas lojas e fez contactos de rua, numa ação que foi juntando mais apoiantes ao longo do percurso.

Antes do PSD, também o PS esteve em campanha esta tarde em Espinho, mas Rio já tinha a estratégia pensada para um possível encontro com a comitiva de António Costa: “Se nos cruzarmos eu acho que a solução é respeitar a lei da prioridade, quem se apresentar pela direita passa primeiro, é a minha sugestão”, afirmou Rui Rio aos jornalistas.

O líder do PSD disse ainda que cumprimentaria “normalmente” António Costa, mas apontou que não podia dizer “boa sorte, como é evidente, se não era um bocado hipócrita”. “Boa sorte em termos pessoais, mas não em termos eleitorais”, referiu.

Nesta iniciativa de campanha, Rui Rio entrou numa sapataria onde o proprietário lhe prometeu, se for primeiro-ministro, “um par de sapatos por ano” e, já na rua, um popular garantiu-lhe o voto a 30 de janeiro.

“Tem de por mão neste país doutor Rui Rio, isto está uma desgraça, confio em si, nunca na minha vida votei PSD para as legislativas e vou votar em si porque confio em si”, afirmou este apoiante.

Uma outra apoiante disse-lhe: – “nem sei que faço se ganhar”. “Não faça nada, beba uma garrafa de champanhe”, respondeu bem-disposto o líder social-democrata.

O presidente do PSD ainda ouviu queixas de lesados do antigo Banco Espírito Santo, que lhe pediram para que não se esqueça deles.

Em Espinho e já antes, em Santa Maria da Feira, para além de Luís Montenegro, Rio contou também com o apoio de Ribau Esteves, presidente da Câmara de Aveiro, de Salvador Malheiro, vice-presidente do PSD e presidente da Câmara de Ovar, bem como do cabeça de lista social-democrata por Aveiro, António Topa Gomes.

Já depois de Rui Rio seguir viagem em direção a Aveiro, para a última iniciativa de campanha deste sábado, Luís Montenegro disse concordar com o ex-autarca de Vila Nova de Gaia, Luís Filipe Menezes que hoje disse que “cheira a vitória do PSD” e que o PS e António Costa “andam nervosos”.

“Mas acrescento a isso uma última nota, só se ganham as eleições no dia das eleições, que isso não sirva para todos aqueles que estão envolvidos na campanha do PSD esmorecem o seu esforço de esclarecimento e de conquista de votos”, salientou o ex-deputado que, em 2020 foi adversário de Rui Rio na disputa da liderança do PSD.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link