Desporto

Rui Costa considerou Roger Schmidt o “grande obreiro” do título do Benfica

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 ano atrás em 29-05-2023

O presidente do Benfica, Rui Costa, considerou hoje, dia 29 de maio, o treinador Roger Schmidt o “grande obreiro” do 38.º título nacional em futebol conquistado pelo clube ‘encarnado’, no seu discurso nos Paços do Município, em Lisboa.

PUBLICIDADE

“À pessoa que considero o grande obreiro deste feito – muito obrigado, Roger. Merece”, exclamou, antes de interromper a sua mensagem para escutar os cânticos de apreço para com o treinador alemão, entoados pelos cerca de dois mil adeptos do Benfica que aguardavam os campeões nacionais de futebol 2022/23 no exterior do edifício-sede da Câmara Municipal de Lisboa.

Depois de elogiar o seu treinador, que se encontrava muito próximo de onde discursava, Rui Costa ainda se dirigiu ao plantel benfiquista pela conquista e pelo brio demonstrado para o conseguir.

PUBLICIDADE

“A todos os jogadores, sem exceção: lembrar que começámos a temporada com 39 jogadores, portanto, a todos eles, sem exceção, por toda a dedicação e crença que tiveram, por terem jogado à Benfica por uma época inteira, muito obrigado a todos”, declarou, grato.

Rui Costa e Roger Schmidt lideravam uma vasta comitiva ‘encarnada’ que juntou plantel profissional – com exceção de Gonçalo Guedes, único jogador ausente por se encontrar a recuperar de uma intervenção cirúrgica ao joelho –, equipa técnica, staff e todos os dirigentes que compõem os órgãos sociais do Benfica, para a tradicional receção aos clubes lisboetas que se sagram campeões nacionais.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

“É sinal de que ganhámos, que fomos campeões, que conquistámos o 38 [38.º título nacional]. Estamos à altura dos nossos pergaminhos, da nossa história. No fundo, cumprimos o desejo de todos os benfiquistas,” salientou Rui Costa.

O presidente do emblema ‘encarnado’ valorizou a ambição demonstrada por todos os profissionais do clube.

“Esta é a conquista que não se cinge apenas a um feito desportivo, vale também pela forma como alcançámos o nosso principal objetivo e cumprimos a nossa ambição de vencer este campeonato,” congratulou-se ainda.

Rui Costa dedicou ainda o campeonato conquistado aos adeptos do clube e agradeceu o apoio recebido ao longo da temporada.

“A cada cântico pelo Benfica, encontramos ainda mais força e coragem, a cada cântico pelo Benfica, ainda mais vitória. E é nos momentos mais difíceis que mais sentimos este poder, esta mística que só o Benfica tem, adeptos inigualáveis em número e em dedicação”, elogiou, por fim, sensibilizado.

Este foi o primeiro título do antigo médio ofensivo internacional português como presidente das ‘águias’, depois de já o ter sido enquanto futebolista, também ao serviço do Benfica, em 1993/94.

O Benfica sagrou-se no sábado campeão português de futebol pela 38.ª vez, depois de vencer em casa o lanterna-vermelha Santa Clara, por 3-0, em jogo da 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa.

Após uma ‘seca’ de três temporadas, os ‘encarnados’ voltaram a festejar um título nacional, terminando a I Liga com 87 pontos, mais dois do que o FC Porto.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE