Conecte-se connosco

Coimbra

RTP NET

Publicado

em

Pedro Braumann, diretor do Gabinete de Serviço Público, Ética e Diversidade da RTP, afirmou hoje, em Coimbra, que a empresa pretende apostar “na portugalidade global”, através de uma plataforma digital para o espaço lusófono.

A plataforma terá conteúdos “produzidos em todos os espaços” de língua oficial portuguesa, exponenciando uma “já alargada perspetiva que a RTP tem” do espaço lusófono, explicou Pedro Braumann à agência Lusa, à margem do colóquio “Os desafios dos media de serviço público”, que decorre entre segunda-feira e hoje, no Auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra.

O diretor do Gabinete de Serviço Público, Ética e Diversidade da RTP informou ainda que o sítio da RTP é “o mais utilizado pelas comunidades portuguesas no mundo”.

Pedro Braumann referiu também o aumento da ligação da RTP às “indústrias criativas”, estando previsto um aumento das pequenas e médias empresas integradas no ‘cluster’ de inovação do operador de serviço público, intitulado PIMS – Portuguese Innovative Media Solutions.

A inovação deverá decorrer na aposta de “aplicações tecnológicas”, capazes de serem “exportáveis” para a Europa.

Sobre os desafios dos ‘media’ de serviço público na era digital, Pedro Braumann salientou a necessidade de se distribuir “os conteúdos que já existem de forma diferenciada e inovadora”.

O operador de serviço público terá de assumir “um papel bicéfalo” nas plataformas digitais, ao manter a função de agregador e, ao mesmo tempo, “dispersar-se para atingir determinados públicos específicos”.

Afonso Camões, presidente do conselho de Administração da Lusa – Agência de Notícias de Portugal, que também esteve presente no colóquio, afirmou que a agência noticiosa “partilha da mesma perspetiva” de uma plataforma digital focada no mercado da língua portuguesa.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link