Conecte-se connosco

Coimbra

Rotunda dos Patos em Coimbra é “um aviário a céu aberto” (com vídeo)

Publicado

em

Aquilo que parece ser um dos espaços verdes da cidade de Coimbra pode afinal ser um foco de sujidade. É isso que diz Carlos Gouveia, morador na Quinta da Maia, sobre a Rotunda dos Patos. Maus cheiros, água turva, mosquitos e excesso de aves para um local tão pequeno levaram este habitante a denunciar o caso ao Notícias de Coimbra. O atual Executivo disse desconhecer os moldes em que estava a ser feita a operação de limpeza do espaço e anunciou medidas imediatas.

“Não se pode ter uma janela aberta que é só mosquitos. Isto é um atentado à saúde pública”, garante Carlos Gouveia. “Parece que é um espaço verde mas não é, é uma capoeira das antigas, um aviário a céu aberto”, lamenta.

Morador nesta zona há mais de 25 anos, Carlos Gouveia garante que nos últimos cinco anos o lago só foi limpo uma vez, aquando da inauguração do supermercado Aldi. Na altura, conta, no fundo do tanque “havia uma altura entre 10 a15 centímetros de dejetos acumulados”. Segundo o queixoso, o repuxo do lago não está a funcionar por se encontrar entupido com os excrementos dos animais.

“Tem de haver alguém que tome conta disto”, apela dizendo que já tentou obter ajuda na Junta de Freguesia e na Câmara Municipal mas “empurram uns para os outros”.

“As pessoas que moram aqui, algumas idosas, têm de levar com isto e estão a sofrer as consequências diariamente. E agora começa o verão e é terrível”, sublinha, apontando o “cheiro nauseabundo” a “falta de transparência da água” e os “dejetos de animais” como principais problemas. Além disso, sustenta, é importante que se controle a população de patos tida como “excessiva para o tamanho do lago”.

Carlos Gouveia refere que há um morador que alimenta os patos com o que pode e que “gosta muito dos animais”, mas afirma que “a saúde pública dever ser mais importante”.

“Melhorem a rotunda da Quinta da Maia. Tem condições para estar aqui um cartão das visitas da cidade de Coimbra”, apela.

O Notícias de Coimbra contactou a autarquia que esclareceu que “a manutenção do lago da denominada Rotunda dos Patos é da responsabilidade da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, numa operação articulada entre a Divisão de Espaços Verdes e Jardins, a Companhia Municipal de Bombeiros Sapadores e ainda o Serviço Médico Veterinário, e era assegurada apenas uma vez por ano”. Na resposta pode ler-se ainda que “ao ser confrontado com o facto de esta manutenção ocorrer apenas uma vez por ano, uma decisão herdada do passado, o atual Executivo, em estreita articulação com os serviços mencionados e face à disponibilidade demonstrada pelos técnicos municipais – a quem o Município agradece – entendeu-se que esta manutenção vai passar agora a ser assegurada duas vezes por ano”.

“Tendo em conta as reações dos moradores da zona, a Câmara Municipal entendeu avançar já amanhã com uma nova ação de manutenção/limpeza do lago.
Quanto ao controlo da população de patos existente no local, está a ser avaliada pelo Serviço Médico Veterinário”, conclui o documento.

Veja o direto NDC com Carlos Gouveia:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link