Conecte-se connosco

Mundo

Rio de Janeiro relaxa restrições e reabre bares, restaurantes e lojas

Publicado

em

O Rio de Janeiro, segunda maior cidade do Brasil e a mais atingida pela pandemia de covid-19, autorizou a reabertura de bares, restaurantes e lojas hoje, 10 dias depois de fechar estes estabelecimentos para conter a propagação da doença.

A flexibilização das medidas restritivas foi anunciada pelo prefeito ‘carioca’, Eduardo Paes, que afirmou numa conferência de imprensa que, apesar da reabertura de alguns setores, “não é hora de relaxar”.

Com a mudança, bares, restaurantes, museus, teatros, cinemas e casas de eventos poderão funcionar e atender pessoalmente até às 21:00, enquanto as lojas e estabelecimentos comerciais poderão funcionar até às 18:00.

Porém, a prática de atividades desportivas coletivas e o acesso às praias, cachoeiras e parques, bem como a permanência nas ruas e praças do município entre 23:00 e 05:00 continuam proibidos.

Paes sublinhou que o abrandamento das medidas de distanciamento social é reflexo dos efeitos positivos das medidas adotadas há 10 dias, quando a prefeitura proibiu todos os serviços não essenciais.

“Nossa realidade não permite um bloqueio [confinamento total]. Mas não é hora de relaxar”, enfatizou.

De acordo com o secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Márcio Garcia, o fecho de todas as atividades não essenciais nos últimos dias já começou a dar sinais positivos no sistema de saúde e no número de pessoas atendidas nos hospitais.

No entanto, a reativação de diversos setores da economia ‘carioca’ ocorre num momento em que o número de mortes e infeções pelo novo coronavírus continua a crescer no Rio de Janeiro, que já registou quase 21.500 óbitos e cerca de 235.000 casos confirmados.

Segundo o último boletim divulgado pelo governo do Rio de Janeiro, a taxa de ocupação das camas nos hospitais da cidade era de 95% até quinta-feira, enquanto o número de pacientes na fila esperando camas de terapia intensiva caiu de 674 para 643 pessoas.

Ainda hoje, o governo de São Paulo, o estado mais populoso do Brasil, anunciou algumas medidas de flexibilização a partir de segunda-feira.

O estado de São Paulo permitirá a reabertura das escolas para aulas presenciais e a realização de partidas do Campeonato Paulista de futebol. As lojas de materiais de construção também poderão reabrir.

No entanto, todas as atividades consideradas não essenciais, como bares, restaurantes, salões de beleza ou festas religiosas, entre outras, ainda são proibidas.

O Brasil enfrenta atualmente a pior fase da pandemia, com sucessivos recordes de infeções e óbitos associados à covid-19, que já deixa 345.025 mil mortes no país e cerca de 13,3 milhões de infetados em pouco mais de um ano.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com