Coimbra

Renúncia Quaresmal da Diocese de Coimbra será usada para as vítimas da guerra na Faixa de Gaza

António Alves | 5 meses atrás em 12-02-2024

O Bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes, anunciou que a renúncia quaresmal de 2024 terá um duplo destino: uma parte será canalizada para “ajudar as vítimas da guerra na Faixa de Gaza; a outra para ajudar o Instituto Universitário Justiça e Paz da Diocese de Coimbra, a nossa Casa dos Jovens”.

PUBLICIDADE

Na mensagem publicada na página da internet da Diocese de Coimbra, o prelado sugere três caminhos para o caminho quaresmal que se aproxima. Em primeiro lugar, defende “Procuremos “um encontro com Deus, mais intenso, livre e disponível, por meio da oração, da participação na liturgia, da leitura orante da Palavra de Deus, dos momentos de piedade propostos pelas comunidades”.

Depois, “um encontro com toda a humanidade pela via da solidariedade autêntica e da proximidade humana e espiritual, unindo-nos nas alegrias e dores a todos, pessoas ou povos, que sofrem qualquer forma de escravidão”.

PUBLICIDADE

Por último, a necessidade dos cristãos se libertarem “libertar-nos “de todas as formas de escravidão, que diariamente nos assaltam, para vivermos na liberdade de filhos de Deus”.

D. Virgílio Antunes lança ainda um repto aos jovens “os jovens “a serem protagonistas de uma humanidade nova por meio da resposta a Cristo que os ama e lhes oferece os caminhos da libertação que procuram”.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

“Repito-lhes o apelo que a nossa Igreja Diocesana de Coimbra lhes faz, com muita esperança na sua capacidade de serem os primeiros na renovação da humanidade: “Jovem, levanta-te. Cristo vive”. Peço-lhes que acolham as propostas que o Serviço Diocesano da Juventude lhes dirige para esta Quaresma, pois a Jornada Mundial da Juventude continua a ser para eles um apelo de Deus”, frisa na mensagem.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE