Empresas

“Renascido” Clube de Empresários de Coimbra debate os “desafios económicos” para 2024

António Alves | 2 meses atrás em 15-02-2024

O Clube de Empresários de Coimbra (CEC) vai assinalar no dia 27 de fevereiro o 32.º aniversário. Durante o dia, está prevista uma visita guiada à empresa Fapricela, em Ançã (Cantanhede), uma homenagem aos associados fundadores e antigos presidentes do clube e a realização de um jantar-conferência no Hotel D. Luís.

PUBLICIDADE

Depois de alguns anos inativo, o Clube de Empresários de Coimbra retoma este ano a sua atividade. Os novos órgãos sociais, que tomaram posse em outubro de 2023, realizaram nos últimos meses um trabalho que permitiu “colocar ordem na casa”.

De acordo com o presidente da direção João Asseiro, foram recuperados os registos informáticos e contabilísticos dos anos em que o clube esteve sem atividade, de forma a que fosse possível apresentar em breve o relatório e contas relativo ao ano de 2023.

PUBLICIDADE

publicidade

Ao mesmo tempo que decorreu este trabalho, os novos responsáveis tentaram recuperar muitos dos sócios do clube. “Neste momento, já temos 70 associados ativos”, afirmou, esperando nos próximos meses que regressem mais empresários.

O primeiro sinal exterior do “novo” Clube de Empresários de Coimbra tem lugar a 27 de fevereiro, dia em que festeja o 32.º aniversário. Nesta data, a partir das 10:30, decorre uma visita ao Grupo Fapricela em Ançã. Pelas 17:00, e já no Hotel D. Luís, será feita uma homenagem aos associados fundadores e antigos presidentes do clube.

PUBLICIDADE

Às 19:00, e também no Hotel D. Luís, tem lugar um jantar-conferência sobre o tema “Desafios Económicos das empresas em 2024 em face do atual contexto nacional e internacional”. João Duque, docente do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), e Carlos Carreira, professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, são os oradores de uma iniciativa que conta com a moderação de Pedro Machado, membro da direção do Clube de Empresários de Coimbra e antigo presidente da Turismo Centro de Portugal.

Para os próximos meses, a nova direção do CEC pretende mudar a sede da Quinta das Varandas para o Coimbra iParque, bem como proceder à revisão dos seus estatutos. O objetivo, de acordo com João Asseiro, é alargar o âmbito do clube até à Região de Coimbra e, no futuro, à Região Centro.

Essa alteração, que permitirá alargar o seu âmbito de intervenção, levará à mudança de nome e da própria sigla. No entender de João Asseiro, existe espaço para o clube desenvolver o seu trabalho, já que “sempre fomos diferentes de outras associações comerciais e industriais”. “Nós somos um fórum de discussão onde reunimos os empresários, e não só, numa componente de lóbi”, frisou.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE