Conecte-se connosco

Empreendedorismo

Região de Coimbra Empreende+ atribui 6 bolsas de apoio ao empreendedorismo jovem

Publicado

em

O projeto Região de Coimbra Empreende+ atribuiu seis bolsas de apoio na sua primeira edição. Estas bolsas destinam-se a jovens empreendedores, sem rendimentos, com idades entre os 23 e os 40 anos, que desenvolvam uma iniciativa empresarial. Das 17 candidaturas, foram atribuídas seis bolsas como estímulo ao lançamento de projetos de empreendedorismo qualificado e criativo, assegurando a sua manutenção, durante os primeiros meses.
Promovido pela Incubadora do Instituto Pedro Nunes (IPN-Incubadora) e pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC), o programa premeia as melhores ideias de negócio com bolsas de 700,00 €, 950,00 € ou 1 200,00 € mensais, em função do grau académico, por um período de 6 meses. As iniciativas provêm do meio académico, das áreas do conhecimento, da tecnologia e/ou das indústrias culturais e criativas. Na primeira edição foram selecionados os projetos ACASO by Rita, Jacinto de Água, UMBILICUS, Azulejo Digital, Luxifer, HaPILLness.
Sara Raquel Nunes, promotora do projeto HaPILLness, uma iniciativa que redefine o conceito de doseamento oral de medicamentos a animais através da produção de gomas medicamentosas para o doseamento de substâncias, afirma que a bolsa constitui “uma oportunidade para a validação adicional de requisitos técnicos core para o futuro desenvolvimento do produto e respetiva valorização comercial”.
ACASO by Rita é uma boutique de moda online com serviços de assessoria de moda e aconselhamento. Rita Sousa, criadora do projeto, defende que “a bolsa permitir-me-à avançar mais rapidamente na prossecução dos meus objetivos”.
Isabel Boavida, promotora do projeto Azulejo Digital, um serviço de criação de painéis informativos inteligentes e sustentáveis para a promoção patrimonial, partilha a mesma opinião e confirma que a bolsa “constitui um importante contributo nesta etapa inicial em que a ideia de negócio ainda está a entrar mercado, pois garante a subsistência do promotor numa fase em que tem que se dedicar a tarefas das quais ainda não retira rendimento”.
Já o promotor do projeto Luxifer, João Cardoso, dedicado ao desenvolvimento de controladores inteligentes que permitam o controlo e a monitorização remota de cada luminária, acrescenta que “a bolsa irá ajudar na aquisição de material necessário à conceção dos controladores e ainda à subscrição de software que possa ser necessário adicionar para melhorar a resposta a um sistema evolutivo como este projeto”.
Por sua vez, Maria Manuel da UMBILICUS, uma produtora cultural especializada em mediação comunitária, destaca que a bolsa é “uma oportunidade para todos aqueles que acreditam no potencial das artes enquanto pilar de desenvolvimento estratégico do nosso território”.
RCE+ visa estimular e capacitar o espírito empreendedor na região, bem como constituir uma rede de agentes locais que fomentem a criação de empresas e o seu estabelecimento no território.
O projeto RCE+ é cofinanciado pelo Fundo Social Europeu, no âmbito do PT2020 e do CENTRO 2020.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com