Conecte-se connosco

Coimbra

Região de Coimbra cria bolsa de projetos culturais locais

Publicado

em

A Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra criou uma Bolsa de Projetos Culturais Locais, de modo a priorizar as criações artísticas de mulheres.

Esta é uma iniciativa que está integrada no projeto de programação cultural em rede “Coimbra Região de Cultura 2.0 – Mulheres e Lugares”.

Este é um projeto “inédito”, pelo facto de “priorizar as criações artísticas das mulheres”, disse, na conferência de imprensa, o curador Pedro Ferreira.

Esta bolsa de intercâmbio cultural pretende-se ser um “local de conexão e de encontro entre aquilo que é a riqueza do território, a riqueza dos agentes através de um convite, que é lançado a todos os agentes culturais, individuais ou coletivos”, para que depois sejam selecionados através de um processo de curadoria, referiu o secretário executivo da Região de Coimbra, Jorge Brito.

Vão ser selecionados 19 projetos, um por município, que depois vão ter a oportunidade de apresentar-se num município diferente do seu, que durante três dias vai acolher o projeto selecionado.

Esta iniciativa pretende “fomentar a mobilidade, a conexão e cooperação entre os vários agentes culturais da região”, acrescentou.

Proporcionar condições privilegiadas de aprendizagem não formal, o conhecimento dos diversos municípios, bem como incentivar os agentes culturais para o estabelecimento de intercâmbios, permitindo deste modo a vivência de realidades socioculturais e económicas diferentes, são outros dos objetivos deste projeto.

Qualquer agente cultural, nomeadamente na área das artes da cultura, do cinema, da ilustração, do design, da música, da ópera, pode concorrer e candidatar-se a esta bolsa.

As candidaturas estão abertas de sábado a 10 de janeiro de 2022, sendo que todos os projetos terão um financiamento no valor de 750 euros cada.

“Esta possibilidade que todos [municípios] têm de apresentar um projeto” e depois os “19 municípios o partilharem é a melhor forma de fazer cultura em rede” disse o presidente da Região de Coimbra, Emílio Torrão.

Esta é uma iniciativa que visa também promover o projeto Coimbra a Capital Europeia da Cultura (CEC) 2027.

“Esta é a prova de que existe uma identidade cultural na região e que existe a possibilidade de promover toda uma cultura de uma região, com a grande cidade de Coimbra como polo aglutinador dessa grande capacidade de afirmação no país e no mundo” sublinhou.

Emílio Torrão frisou ainda que se deve “retomar” esta partilha, como acontecia com os ranchos folclóricos.

A inscrição para bolsa de projetos culturais locais pode ser feita através do ‘site’ www.coimbraregiaodecultura.pt.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade