Conecte-se connosco

Destaque

Região de Coimbra: Associação quer impacto da bazuca nas empresas

Publicado

em

A Associação Empresarial da Região da Coimbra (NERC) quer que o Plano de Recuperação e Resiliência apoie a recuperação das empresas, segundo a informação trasmitida através do comunicado de imprensa ao Notícias de Coimbra.

Face às posições que se têm vindo a público no âmbito da corrente Consulta Pública do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), a Direcção da NERC “considera grave que este instrumento acentue cada vez mais uma visão macrocéfala e centralista de desenvolvimento das duas grandes áreas metropolitanas ignorando e esvaziando mais uma vez a Região Centro.”, foi o que avançou a Associação de Empresários da Região de  Coimbra.

No comunicado a Associação cita em especial a Região de Coimbra, considerando que o PRR “não demonstra inequivocamente um apoio à revitalização económica de todos os sectores empresariais com especial enfoque no Comércio, Turismo e Serviços, observando-se a importância da sua acção de proximidade na dinâmica do apoio aos cidadãos”.

No seguimento do comunicado a  NERC veio reforçar propostas já apresentadas aos organismos regionais com três linhas de actuação de apoio ao desenvolvimento das empresas: o programa regional REVIPROCOM que pretende a recuperação orientada para o Desenvolvimento da Economia Local e Regional, tendo como objetivo a modernização de unidades produtivas, com enfoque no comércio, serviços e turismo, sectores mais afectados pela pandemia.

Os empresário pedem ainda a aposta em recursos endógenos de elevado potencial, pelo desenvolvimento de programas alinhados com a concentração regional de elevadas competências técnicas – Jovens Técnicos para as Competências Digitais e Jovens Técnicos para a Indústria 4.0, privilegiando destinatários mais afectados pela pandemia como: jovens licenciados ou com 12.º ano para aquisição de competências nas áreas digitais, como comércio eletrónico, bases de programação, aplicações móveis,  webdesign, cibersegurança, jovens desempregados ou recém-formados à procura do primeiro emprego, licenciados ou com 12.º ano.

A NERC pretende ainda que o PRR  assuma a Economia da Saúde e Economia Social como vetores estratégicos para a Região de Coimbra e por essa via para Região Centro ligando-a à afirmação de um Cluster da Saúde e das Ciências da Vida como bem económico e como fator de atração de investimento e criação de novos negócios nos domínios do turismo de Saúde, envelhecimento ativo, promoção do sector termal (saúde e turismo).

A Direcção da NERC declara-se ainda solidária com a recente posição da Comunidade Intermunicipal ao alertar que o PRR “esquece projectos estratégicos e prioritários da CIM Região de Coimbra.”

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com