Coimbra

Região de Coimbra apoia município de Soure contra extração de caulinos

Notícias de Coimbra | 10 meses atrás em 28-09-2023

A Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra apoiou hoje a contestação da Câmara de Soure à exploração de depósitos minerais de caulino em território do município.

PUBLICIDADE

Em comunicado, o Conselho Intermunicipal da CIM, liderado por Emílio Torrão, recordou que o município de Soure, a que preside Mário Jorge Nunes, rejeitou o contrato que a Direção-Geral de Energia e Geologia assinou com a empresa espanhola Monte Vale Grande.

“A Câmara Municipal de Soure deu, por três vezes, parecer negativo a esta pretensão de prospeção e pesquisa, entendendo que esta autorização deve ser revertida”, adiantou.

PUBLICIDADE

A CIM da Região de Coimbra, “cumprindo o pressuposto de defender os interesses dos municípios associados, apoia o parecer negativo (…), entendendo que a exploração deste tipo de minerais a céu aberto tem impactos negativos, não só no município onde é explorado, mas também em todos os que nos rodeiam”.

Esses 19 municípios, segundo a nota enviada à agência Lusa, “censuram este processo, que afetará a região no seu todo”.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Na última reunião do Conselho Intermunicipal, os autarcas presentes “manifestaram o seu profundo desagrado e consternação, considerando que a celebração do contrato de prospeção e pesquisa de caulinos na zona norte do concelho de Soure deveria ter tido em conta o parecer negativo do município, bem como a sua fundamentação, exigindo assim a sua imediata suspensão ou resgate”.

“Censuramos esta atitude, que põe em causa o cumprimento das leis de ordenamento do território e as pretensões das populações, podendo acarretar consequências para a saúde, para o património natural e para as infraestruturas rodoviárias municipais”, afirma Emílio Torrão, citado no texto.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE