Conecte-se connosco

Coimbra

Região de Coimbra abre ao público discussão para o novo ciclo de financiamento comunitário

Publicado

em

O Conselho Intermunicipal da Região de Coimbra aprovou por unanimidade a 25 de fevereiro, , a Estratégia Integrada de Desenvolvimento Territorial da Região de Coimbra (EIDT) 2021-2027 e sua submissão a auscultação pública para recolha de contributos, divulgou hoje a entidade.

O documento, que segundo a CIMRC “se encontra alinhado com as prioridades definidas pela Comissão Europeia, com a Estratégia Portugal 2030 e com a Visão Estratégia Centro 2030 recentemente concluídos, tem como objetivo principal tornar a Região exemplar no ambiente, pioneira e líder na inovação e comprometida na valorização do potencial endógeno, mobilidade e direitos sociais”,

Em nota de imprensa enviada ao Notícias e Coimbra, a CIM revela que “a Estratégia Integrada de Desenvolvimento Territorial da Região de Coimbra 2021-2027 foi elaborada com a assessoria do Instituto Pedro Nunes (IPN), depois de auscultados os responsáveis políticos e técnicos dos 19 municípios e da recolha dos contributos”.

Foca-se “não só sobre o que correu bem e menos bem no Portugal 2020” e na anterior estratégia de aplicação dos fundos,  “mas sobretudo sobre a visão, objetivos e propostas de ações que têm para o desenvolvimento da Região no horizonte 2021-2027, alinhadas com as linhas orientadoras já definidas pela Comissão Europeia”, revela o documento.

“O processo de construção da estratégia contou, igualmente, com a participação e envolvimento dos agentes locais nomeadamente, instituições públicas, autarquias, organizações sem fins lucrativos, entidades do sistema científico e tecnológico regional e empresas, para a reflexão, partilha de informação, identificação de problemas, oportunidades e soluções, bem como identificação de sinergias e complementaridades essenciais ao sucesso da estratégia desenvolvida para a região”.

A Estratégia Integrada de Desenvolvimento Territorial 2021-2027 será a base de negociação da Região de Coimbra com as entidades nacionais e europeias para o próximo quadro comunitário.

Inicia-se agora o processo de auscultação pública para recolha de contributos cujo documento pode ser consultado no site da CIM Região de Coimbra, decorrendo a consulta pública pelo período de 15 dias, até ao dia 18 de março de 2021, devendo os contributos ser enviados por correio eletrónico para o endereço [email protected].

O processo foi iniciado em 2019, no âmbito da preparação do novo ciclo de financiamentos comunitários e tendo em vista o reforço das competências, na promoção da competitividade e na coesão territorial, tendo por objetivo a melhoria do nível das populações. O surgimento da Pandemia Covid-19 em 2020 obrigou a um profundo trabalho de reflexão dos seus impactos na definição da estratégia de desenvolvimento no horizonte do próximo quadro comunitário, o que naturalmente resultou na necessidade de adaptação da estratégia ao contexto atual.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com