Conecte-se connosco

Refugiados visitam Templo Ecuménico Universalista

Publicado

  em

O Dia Mundial do Refugiado instituído em 2000 pela ONU e comemorado a 20 de Junho, foi assinalado pela Fundação ADFP de Miranda do Corvo, com a ida dos 27 refugiados sírios e sudaneses que acolheu até agora, ao Templo Ecuménico Universalista que a instituição concebeu e realizou.

unnamed (6)

Acompanhados por Paula Santos e pelo psicólogo Hugo Vaz, que se ocupam dos refugiados da Fundação, os refugiados visitaram o interior do Templo, onde ouviram a mensagem de acolhimento do representante da instituição, Lídio Gonçalves.

“A maior parte de vós já vai conhecendo esta ‘Casa’ e começa a perceber a razão da sua existência – “investir em pessoas”, de uma forma solidária e fraterna, independentemente da sua raça, cor e religião”, sublinou Lídio Gonçalves.

Depois de pedir aos refugiados para que nunca percam a “esperança, porque só perde quem desiste”, Lídio Gonçalves reconheceu “que já deram grandes provas de não querer desistir da vida, por isso lutem por ela com todas as forças”. 

“Não foi por acaso que vos trouxemos hoje a este lugar. O monte para nós é sítio de meditação, reflexão e oração, por isso a nossa Fundação ergueu em homenagem àquele tríduo de palavras tão falantes, este Templo”, esclareceu.

Recordamos que Lídio Goncalves foi ordenado Diácono,em cerimónia na Sé Nova presidida pelo  Bispo da Diocese D. Virgílio do Nascimento, no dia 25 de Junho, facto que “deixa toda a ADFP cheia de alegria e satisfação”. 

unnamed (7)

A Fundação ADFP é uma organização laica que tem tido o Padre Daniel Mateus como presidente do Conselho Geral. No início, o presidente do Conselho Fiscal foi  Fausto Branco, o primeiro leigo em Portugal a assumir serviço religioso na Igreja Católica nas duas paróquias de Bendafé e Lamas, nos concelhos de Miranda e Condeixa.

Jaime Ramos, o fundador, salienta sempre o aspecto laico da ADFP assente numa intensa cultura cristã que é a base dos valores de fraternidade, igualdade, liberdade, tolerância e respeito pelo diferente. Razão porque Jaime Ramos mandou edificar uma Cruz Branca, no exterior do Templo Ecuménico Universalista, mostrando que a edificação aconteceu num local da cristandade.

Instituído em 2000 pela ONU e comemorado a 20 de junho, o Dia Mundial do Refugiado é uma oportunidade para celebrar a força, a coragem e a resiliência das pessoas que foram forçadas a deixar as suas casas e países por causa de guerras, perseguições e violações generalizadas de direitos humanos.

 

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com