Economia

Quer ficar com o café “Cartola” na Praça da República? A renda é barata!

Notícias de Coimbra | 4 meses atrás em 02-02-2024

A abertura de um novo concurso para atribuição do direito de exploração de espaço para estabelecimento de bebidas e respetiva esplanada, na Praça da República, em Coimbra, onde funcionava o bar “Cartola”, vai ser votada na reunião de Câmara, marcada para a próxima segunda-feira, dia 5 de fevereiro. O objetivo do procedimento, que terá alterações em relação aos anteriores, é permitir reabrir este espaço icónico da cidade de Coimbra o mais breve possível.  

PUBLICIDADE

O espaço, localizado no troço poente da Praça da República e conhecido como “Bar Cartola”, passou para a posse administrativa da Câmara Municipal em abril de 2023, devido à resolução do contrato por falta de pagamento das rendas. Os serviços do Município avançaram com a proposta de um novo procedimento concursal que agora será analisada e votada. 

Apesar de ter o mesmo objeto (a atribuição do direito de exploração do espaço e esplanada), o novo procedimento apresenta significativas alterações em relação ao anterior. O prazo é mais alargado, tendo a duração de 15 anos, com a possibilidade de renovação automática por um período até cinco anos, e o valor mínimo (base de licitação) da renda é de 2 mil euros, muito inferior ao anterior que ascendia a 10 mil euros. A partir do 10º ano, o Município terá o direito de resgate, contra pagamento de uma indemnização ao adjudicatário, calculada nos termos legais. 

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Uma das grandes diferenças está também na caução de 200 mil euros (a anterior era de 50 mil euros), que deverá ser prestada pelo adjudicatário sob a forma de depósito em dinheiro, garantia bancária ou seguro-caução. 

PUBLICIDADE

O critério de adjudicação será baseado na proposta economicamente mais vantajosa, considerando fatores como preço (ponderação de 40%), valências da oferta de serviços (ponderação de 20%), qualidade e originalidade do conceito de exploração (ponderação de 20%), e portfólio/experiência profissional do adjudicatário (ponderação de 20%). 

Segundo o caderno de encargos do concurso, vão ser mais pontuadas as propostas que incluam uma oferta de serviços variada, que sejam diferentes do convencional e com programa de animação também diferenciado, tendo em vista a dinamização e o desenvolvimento económico e cultural desta zona central da cidade de Coimbra. 

Após a aprovação em Reunião de Câmara, a proposta será analisada e votada em Assembleia Municipal. 

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE