Mundo

Quatro mortos no incêndio em edifício residencial

Notícias de Coimbra com Lusa | 2 meses atrás em 23-02-2024

Imagem: Diario de Mallorca

 Pelo menos quatro pessoas morreram num incêndio que atingiu hoje um edifício residencial com 14 andares na cidade espanhola de Valência, adiantou fonte das equipas de emergência.

PUBLICIDADE

A confirmação das mortes foi feita pelo vice-diretor-geral de Emergências, Jorge Suárez, em declarações aos jornalistas desde o posto de comando junto ao edifício que ainda está em chamas, noticiou a agência Efe.

Os jornais Las Provincias e Levante tinham adiantado que um ‘drone’ dos bombeiros detetou pelo menos quatro mortos no interior do edifício.

PUBLICIDADE

Os bombeiros que trabalham no incêndio na estrutura habitacional procuram outros 19 desaparecidos, cujos familiares não conseguiram localizar desde o início do fogo, adiantou a autarquia.

O trabalho dos bombeiros centra-se agora em continuar a arrefecer as fachadas dos edifícios, que estão a arder incontrolavelmente desde as 17:30 de quinta-feira (16:30 de quinta-feira em Lisboa), razão pela qual até agora não foi possível aceder ao interior dos edifícios. localizado no bairro Campanar, no noroeste desta cidade espanhola.

PUBLICIDADE

Está previsto que às 07:30 de hoje (06:30 de Lisboa) a presidente da Câmara de Valência, María José Catalá, e o presidente da Comunidade Valenciana (região autónoma no leste de Espanha, Carlos Mazón, compareçam no posto de comando avançado que foi instalado nas proximidades da área, para prestarem declarações aos meios de comunicação social.

A Câmara Municipal vai decretar hoje três dias de luto por este incidente, revelou Catalá nas redes sociais.

Nas ruas e avenidas adjacentes, ocupadas pela polícia e pelos meios de socorro e emergência, apenas se concentram jornalistas, uma vez que todos os moradores das casas incendiadas foram realojados.

Os vizinhos também ajudaram as pessoas afetadas com roupas, cobertores, alimentos e remédios.

Os serviços de emergência tinha adiantado anteriormente que 14 pessoas ficaram feridas, com vários graus de lesões, incluindo uma criança de sete anos, sendo que 12 destas foram transferidas para hospitais.

Entre os feridos há seis bombeiros, dois deles, pelo menos, com queimaduras nas mãos e um com uma fratura, de acordo com o serviço Emergencias112CV, da Comunidade Valenciana (região autónoma no leste de Espanha).

Segundo as imagens transmitidas pelas televisões, a torre de 138 apartamentos, de construção recente, foi destruída pelo fogo, tanto a fachada como o interior, restando quase só a estrutura do ‘esqueleto’ do prédio.

Testemunhas no local ouvidas pelos meios de comunicação e vídeos divulgados nas redes sociais, apontaram que o incêndio começou no 4.º andar, num momento de vento forte em Valência, e alastrou-se a todo o prédio em menos de meia hora, aparentemente, pela fachada, de onde saltaram placas metálicas por trás das quais parecia haver um material rapidamente inflamável.

Segundo vários relatos de moradores e proprietários, o edifício foi construído entre 2008 e 2010.

O primeiro-ministro de Espanha, Pedro Sánchez, escreveu na rede social X (antigo Twitter) estar “consternado com o terrível incêndio” em Valência e disse estar em contacto com o governo regional para avaliar a necessidade de mais meios.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE