Crimes

Pulseira eletrónica para suspeito de 64 anos por ameaçar companheira

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 ano atrás em 27-12-2022

Um homem de 64 anos ficou sujeito a pulseira eletrónica, depois de ser detido pela alegada prática de violência física e psicológica contra a companheira, no concelho de Trancoso, no distrito da Guarda, anunciou hoje a GNR.

PUBLICIDADE

Segundo o Comando Territorial da GNR da Guarda, o homem foi detido, na quinta-feira, através do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), no seguimento de uma investigação por violência doméstica.

A fonte adiantou em comunicado enviado à agência Lusa que “os militares da Guarda apuraram que o suspeito exercia violência física e psicológica através de ameaças, injúrias e difamação à vítima, sua companheira, de 29 anos de idade”.

PUBLICIDADE

Após diligências policiais, a GNR deu cumprimento a um mandado de detenção.

O detido foi presente no Tribunal Judicial de Trancoso, que lhe aplicou as medidas de coação de proibição de contactos com a vítima, por qualquer meio ou forma, e proibição de se aproximar da mesma até 500 metros, com recurso a pulseira eletrónica.

PUBLICIDADE

A GNR lembra que a violência doméstica “é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva”.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE