Crimes

Pulseira eletrónica para homem detido por violência doméstica contra a mãe

Notícias de Coimbra com Lusa | 2 anos atrás em 11-07-2022

Um homem suspeito do crime de violência doméstica agravado contra a mãe, de 78 anos e com problemas de locomoção, em Peniche, vai aguardar julgamento com vigilância eletrónica e proibido de contactar com a vítima, foi hoje anunciado.

PUBLICIDADE

Segundo informou o Ministério Público (MP) de Leiria, através da sua página na Internet, o suspeito, de 41 anos, está indiciado de ter “molestado física, verbal e psicologicamente” a mãe entre 2021 e junho de 2022, na residência da vítima, onde coabitavam, no concelho de Peniche e distrito de Leiria.

O MP descreve que o suspeito “ameaçava, insultada e humilhava” a mãe, “dirigindo-lhe expressões intimidatórias e nomes ofensivos”.

PUBLICIDADE

publicidade

No dia 20 de junho de 2022, “agarrou os pulsos da vítima, retirou-lhe bruscamente a canadiana que a ajuda a caminhar e empurrou-a para o chão”, fazendo com que caísse e provocando-lhe dores na zona da anca.

O arguido já foi condenado pelos crimes de violência doméstica e ameaça, entre outros.

PUBLICIDADE

O homem foi presente ao juiz de Instrução Criminal na sexta-feira e ficou a aguardar “os ulteriores termos do processo sujeito à medida de coação de obrigação de permanência na habitação, com vigilância eletrónica, e de proibição de contactos com a vítima”, indicou o Ministério Público.

A investigação é dirigida pelo MP de Peniche do Departamento de Investigação e Ação Penal da Comarca de Leiria, com a coadjuvação do Posto Territorial de Peniche da GNR.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE