Conecte-se connosco

Política

PSD vai reunir Conselho Nacional pela primeira vez na liderança de Luís Montenegro

Publicado

em

O Conselho Nacional do PSD vai reunir-se na quinta-feira à noite, em Lisboa, no primeiro encontro do órgão máximo do partido entre congressos desde que Luís Montenegro assumiu a presidência dos sociais-democratas, no início de julho.

De acordo com a convocatória divulgada na última edição do Povo Livre, órgão oficial do PSD, a reunião está marcada para as 21:30, num hotel em Lisboa.

Da ordem de trabalhos, além da análise da situação política, fazem parte a “aprovação da alteração ao Regulamento de Admissão e Transferência de Militantes”, a aprovação da alteração ao Regulamento do Conselho Estratégico Nacional (CEN) e “mandatar a Comissão Política Nacional para aprovar a eventual participação em coligações eleitorais de âmbito local”.

Este será o II Conselho Nacional ordinário deste ano, mas a última reunião deste órgão realizou-se em 14 de março, a título extraordinário, em Ovar (Aveiro), na qual foi aprovado o calendário eleitoral interno no partido para a sucessão do anterior presidente, Rui Rio.

Luís Montenegro venceu as diretas de 28 de maio com 72,5% dos votos, contra Jorge Moreira da Silva, e no congresso de julho a lista da direção ao Conselho Nacional do PSD obteve maioria absoluta, elegendo 42 dos 70 conselheiros, 60% dos lugares, não tendo existido uma lista que agregasse opositores internos.

A segunda lista mais votada foi a liderada pelo antigo secretário—geral do tempo de Passos Coelho, Matos Rosa, com 10 conselheiros (14% dos eleitos).

Na anterior composição do Conselho Nacional, a direção de Rui Rio tinha elegido 17 dos 70 conselheiros, correspondentes a 24%, embora contasse com apoiantes seus em outras listas para este órgão.

Para o primeiro lugar da lista ao Conselho Nacional do PSD, Montenegro escolheu Carlos Moedas, seguindo-se a antiga ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque.

Pela lista da direção, integram ainda o Conselho Nacional antigos deputados como Teresa Morais e Luís Menezes, ou os presidentes das câmaras municipais do Funchal, Pedro Calado, e de Ponta Delgada, Pedro Nascimento Cabral.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com