Política

PSD vai insistir na candidatura de Pais Antunes para presidente do CES

Notícias de Coimbra | 4 semanas atrás em 20-06-2024

O PSD vai reapresentar a candidatura do ex-secretário de Estado Pais Antunes ao lugar de presidente do Conselho Económico e Social (CES), disse hoje à agência Lusa fonte da bancada social-democrata.

PUBLICIDADE

Na quarta-feira, o candidato único indicado pelo PSD, o antigo secretário de Estado social-democrata Luís Pais Antunes, falhou por um voto a eleição de dois terços para esse cargo.

Luís Pais Antunes obteve 148 votos a favor, menos um do que o mínimo de 149 – num total de 230 deputados – para atingir a maioria de dois terços requerida para a eleição do presidente do CES. Entre os 223 deputados, registaram-se 70 brancos e cinco nulos.

PUBLICIDADE

Hoje, durante a reunião do Grupo Parlamentar do PSD, segundo fonte deste partido, o líder da bancada, Hugo Soares, anunciou a intenção de repetir a candidatura de Pais Antunes à presidência do CES.

A segunda eleição desta legislatura para a presidência do CES deverá realizar-se já na sexta-feira.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, Pais Antunes foi secretário de Estado entre 2002 e 2005 em dois governos chefiados por José Manuel Durão Barroso e por Pedro Santana Lopes.

Neste momento, a socióloga Sara Falcão Casaca preside ao CES de forma interina desde fevereiro, depois de Francisco Assis ter renunciado ao seu mandato para se candidatar a deputado pelo PS nas últimas eleições legislativas.

Francisco Assis esteve à frente do CES desde julho de 2020. Na primeira vez, em 2020, foi eleito logo na primeira tentativa com votos favoráveis de 170 deputados. Em abril de 2022, foi reeleito, igualmente na primeira tentativa, para um segundo mandato com 192 votos favoráveis.

De acordo com a Constituição, “o CES é o órgão de consulta e concertação no domínio das políticas económica e social, que participa na elaboração das propostas das grandes opções e dos planos de desenvolvimento económico e social”, e compete à Assembleia da República eleger o seu presidente, por maioria de dois terços.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE