Política

PSD vai abster-se na votação da moção de rejeição do programa apresentada pelo Chega

Notícias de Coimbra com Lusa | 2 anos atrás em 07-04-2022

O presidente do PSD, Rui Rio, anunciou hoje que o partido vai abster-se na votação da moção de rejeição do programa do Governo apresentada pelo Chega, por considerar que o objetivo “é apenas um número mediático”.

PUBLICIDADE

“A moção de rejeição do Chega não tem efeito prático nenhum, é apenas um número mediático para a comunicação social. Esses números são com o Chega, nós não participamos, abstemo-nos”, afirmou Rui Rio.

O líder social-democrata falava aos jornalistas momentos antes de entrar para o plenário, na Assembleia da República, em Lisboa, no qual se vai discutir esta quinta e sexta-feira o Programa do XXIII Governo Constitucional, o terceiro liderado por António Costa.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

“[o PSD] vai-se abster porque não tem interesse nenhum. O objetivo da moção de rejeição é dar aqui uma notícia, um certo espetáculo, um certo circo mediático, isso é com o Chega, não é connosco”, vincou.

PUBLICIDADE

Questionado porque é que o PSD não vota contra a moção, Rio disse apenas: “pelas razoes que acabei de dizer agora, é a abstenção”.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE