Coimbra

PSD diz que administração do Porto da Figueira não defende interesses da região

Notícias de Coimbra | 5 anos atrás em 18-04-2019

Na sequência da nomeação da nova administração dos portos de Aveiro e Figueira da Foz, o PSD Coimbra manifesta a sua preocupação com a possibilidade de secundarização do Porto da Figueira da Foz em detrimento do Porto de Aveiro.

PUBLICIDADE

Diz o PSD que, “mais uma vez, assistimos ao apropriar das administrações públicas, por parte do PS, com nomeações em véspera de eleições”, as quais repudia “visto não conterem qualquer desígnio estratégico, para além da mera ocupação de lugares”.

O PSD frisa que “a anterior administração foi responsável pela conceção e lançamento de um conjunto de investimentos cruciaispara o desenvolvimento do Porto da Figueira da Foz, como o desassoreamento da barra e o aprofundamento do porto, cujo investimento total estima-se em mais de 40 milhões de euros”. 

PUBLICIDADE

A estrutura partidária liderada por Paulo Leitão considera que “com uma nova administração composta por elementos ligados às regiões de Aveiro e Porto, poderá estar em risco a capacitação do Porto da Figueira, como infraestrutura central para o desenvolvimento económico de todo o Distrito de Coimbra”.

A não inclusão de qualquer elemento do distrito de Coimbra, em que pela lógica das nomeações definem as prioridades de atuação, só foi possível dada a falta de força e crédito da Federação Distrital de Coimbra do PS, lamenta o PSD.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

O  PSD defende que o desenvolvimento do Porto da Figueira da Foz, bem como todos os investimentos previstos, não poderão ser postos em causa.

“Dado que o PS distrital não foi capaz de defender os interesses da região”, o PSD apela “para a não existência de uma estratégia de desenvolvimento de um porto e detrimento do outro”.

 

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE