Conecte-se connosco

Autárquicas

PS tenta conquistar Penela que pertence ao PSD desde 1976

Publicado

em

O secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, deslocou-se hoje a Penela, no distrito de Coimbra, para ajudar o candidato socialista local, Eduardo Santos, a conquistar a câmara municipal, que pertence ao PSD desde 1976.

Numa paragem entre a sessão evocativa de Jorge Sampaio na Assembleia da República e um comício em Coimbra com o secretário-geral do PS, António Costa, à noite, José Luís Carneiro fez questão de parar em Penela para mostrar aos habitantes, “em nome do PS nacional”, que Eduardo Santos é “mesmo a aposta” do partido para o concelho.

Num município composto por seis mil habitantes, onde os habitantes se conhecem pelo nome próprio, Eduardo Santos e José Luís Carneiro bateram às portas e entregaram folhetos com o número de telemóvel pessoal do candidato, que quer garantir às pessoas que está disponível “para o que se necessite”.

Selecionando as diferentes casas onde vive ou não vive alguém – e comentando os diferentes membros da comitiva se os residentes são socialistas de longa data ou não – Eduardo Santos começa por perguntar aos habitantes se se lembram dele, dá referências – “fui colega da Sara” – e apresenta-se, agora, como “candidato do Partido Socialista”.

“Então não [o conheço]? Andei com ele ao colo!”, confidencia um dos habitantes a José Luís Carneiro.

A seu lado, o secretário-geral adjunto descreve o candidato como um “jovem experiente” e aponta ao fim da hegemonia social-democrata no concelho.

“Queremos trazer uma nova perspetiva e dar uma nova vida ao concelho: 46 anos consecutivos do mesmo, também é preciso mudar”, dispara José Luis Carneiro.

Em declarações à Lusa, Eduardo Santos adianta que, após ter feito uma “sondagem junto das pessoas”, sente que Penela está a testemunhar “um vento de mudança” e mostra-se confiante na conquista da câmara ao PSD.

“É uma confiança com humildade, porque não sou de acreditar em vitórias fáceis, acho que existe um contexto em que a mudança é possível, em que a vitória é possível, mas vai exigir sempre muito trabalho, muita seriedade, muita continuidade porque é assim que sou”, indica.

Entre os principais eixos do seu programa, o candidato destaca os cuidados de saúde – propõe a criação de um seguro de saúde municipal, gratuito para todos os residentes fiscais no concelho -, a habitação, o preço da água e a expansão das zonas industriais.

O município de Penela, com 5.443 habitantes, segundo os resultados preliminares dos Censos 2021, é governado pelo PSD desde as primeiras eleições autárquicas de 1976. O atual executivo camarário é formado por quatro eleitos do PSD e um do PS.

Além de Eduardo Santos (PS), concorrem à presidência da Câmara de Penela Graça Pedrosa, pela CDU, e Rui Seoane, pelo PSD.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade