Conecte-se connosco

Economia

Projeto-piloto da semana de quatro dias não agrada aos patrões

Publicado

em

As confederações patronais consideram que este não é o momento oportuno para se avançar com o projeto-piloto da semana de quatro dias, previsto já para o próximo ano.

De acordo com o jornal Público, os representantes da indústria e do comércio e serviços consideram que este não é o momento para se fazerem estas experiências e acusam o Governo de querer desviar a atenção de problemas mais prementes, como o aumento dos custos das empresas e a concretização do acordo de rendimentos assinado no início de outubro.

Do lado das centrais sindicais, o jornal refere que a CGTP e a UGT avisam que o modelo deve implicar reduções da carga horária semanal e que não aceitam qualquer corte nos salários.

O projeto vai ser apresentado esta quarta-feira aos parceiros sociais e desafia as empresas a experimentarem, durante um período de seis meses, a semana de quatro dias, num regime voluntário, com uma redução da carga horária semanal entre quatro e oito horas e sem qualquer perda salarial para os trabalhadores.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com