Conecte-se connosco

Ensino

Professores exigem posição pública do reitor de Coimbra sobre prova de avaliação

Publicado

em

Professores contratados que contestam a prova de avaliação decidida pela tutela exigiram hoje ao reitor da Universidade de Coimbra (UC) uma tomada de posição pública sobre o assunto.

Para tal, o movimento “Professores Contra a Prova e pela Escola Pública” entrega hoje na reitoria da UC um abaixo-assinado no qual também apela a João Gabriel Silva que leve a questão ao Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas.

No texto que serve de suporte ao abaixo-assinado, os professores alegam que a prova de avaliação “questiona totalmente o certificado de habilitações para a docência de dezenas de cursos das universidades em Portugal”.

Em declarações à agência Lusa, André Pestana, um dos responsáveis do movimento, afirmou que na segunda-feira, dia do acampamento de protesto no largo D. Dinis, o reitor João Gabriel Silva passou pelo local, a pé, e foi confrontado “pacificamente” com os argumentos dos contestatários.

“Disse que há outras prioridades e que não queria tomar posição. Ora, quando alguém não quer tomar posição perante uma injustiça, está a tomar posição”, alegou.

Na sequência, e perante a solidariedade registada pelo movimento, na segunda-feira, por parte de “50 a 60 professores” a que se juntaram estudantes universitários, os promotores da iniciativa resolveram recolher mais assinaturas no documento que hoje entregam na reitoria.

“São centenas de assinaturas para de uma forma inequívoca mostrarmos a nossa posição”, frisou André Pestana.

A agência Lusa tentou ouvir João Gabriel Silva, mas ainda não foi possível.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com