Conecte-se connosco

Crimes

Prisão preventiva para suspeito de fogo posto

Publicado

em

Um homem de 61 anos detido em 31 de julho pela Guarda Nacional Republicana (GNR) por suspeita de fogo posto ficou em prisão preventiva depois de ser presente ao Tribunal de Mafra, adiantou hoje a força policial.

O homem foi detido pelo Destacamento de Trânsito do Comando Territorial de Lisboa, no concelho de Torres Vedras, lê-se no comunicado.

“Na sequência de um alerta a dar conta da ocorrência de um incêndio, os militares da Guarda deslocaram-se rapidamente para o local, onde encontraram vários cidadãos que tinham procedido à extinção das chamas.

Através do testemunho dos populares que se encontravam no local e pelo comportamento suspeito de um dos indivíduos presente, apurou-se que o homem poderia ser o autor do incêndio, o que levou à sua detenção.

Durante as diligências policiais foi efetuada uma revista de segurança ao suspeito que estava na posse de dois isqueiros”, lê-se na nota da GNR.

A GNR adianta que “o detido foi presente ao Tribunal Judicial de Mafra, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva” e que “os factos foram também comunicados à Policia Judiciária”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade