Crimes

Prisão preventiva para sete detidos por crimes com cartões bancários e pagamentos

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 ano atrás em 24-02-2023

Sete pessoas ficaram hoje em prisão preventiva, depois de detidas pela Polícia Judiciária, numa operação conjunta com a PSP, suspeitos de “dezenas de crimes” com cartões bancários e meios de pagamento, avaliados em mais de 250 mil euros.

PUBLICIDADE

Em comunicado relativo à operação ‘FinalPay’, a Polícia Judiciária (PJ) adianta que, através da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica, em conjunto com “a PSP, Esquadra de Investigação Criminal de Sintra, e em articulação com os Departamentos de Investigação e Ação Penal de Lisboa e Sintra, desencadeou, no dia de hoje, uma operação policial, que culminou na detenção de sete indivíduos”.

Os detidos, que entretanto ficaram em prisão preventiva depois de terem sido apresentados a primeiro interrogatório judicial, são “presumíveis autores de dezenas de crimes de abuso de cartão de garantia ou de cartão, dispositivo ou dados de pagamento, falsidade informática e branqueamento, sendo que três deles são também suspeitos de vários crimes de roubo com violência”, explicou a PJ.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

“O valor do dano, até agora apurado, é já superior a 250.000 euros, prevendo-se que aumente com a continuação da investigação”, adiantou a PJ no comunicado, que precisa que a operação envolveu “várias buscas domiciliárias” e resultou na apreensão de “vários objetos relacionados com a prática criminosa e/ou adquiridos de forma ilícita”.

PUBLICIDADE

Segundo a PJ, a investigação envolveu a “identificação e centralização de várias queixas-crime que se encontravam dispersas por várias comarcas do país”.

O comunicado acrescenta que a investigação resultou na “identificação de todos os elementos e de toda a atividade do grupo criminoso, quer na componente do uso abusivo de meios de pagamento eletrónicos, quer na parte da prática de vários crimes de roubo”.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE