Política

Primeiro Ministro confiante na quinta vitória seguida

Notícias de Coimbra com Lusa | 3 semanas atrás em 27-05-2024

O presidente do PSD e primeiro-ministro, Luís Montenegro, mostrou-se esta segunda-feira confiante na quinta vitória consecutiva, apesar de admitir que o desafio das eleições europeias “é difícil”.

PUBLICIDADE

“O nosso desafio é difícil, porque nós vencemos quatro eleições seguidas e não é fácil vencer cinco, mas nós estamos a lutar por isso”, afirmou aos jornalistas em Évora, onde esta sgeunda-feira se juntou ao candidato da Aliança Democrática (AD), o independente Sebastião Bugalho, no primeiro dia da campanha.

Luís Montenegro considerou que se trata de “uma jornada de difícil participação, porque tradicionalmente as eleições europeias já não são as mais motivadoras para os eleitores” e, este ano, acontecerão na véspera do feriado nacional de 10 de junho.

PUBLICIDADE

“A meta é vencer as eleições, mas temos que ser conscientes” e “ter a humildade democrática” de saber que “há mais partidos concorrentes e que é preciso lutar pela confiança das pessoas”, afirmou.

O líder social-democrata disse acreditar que a abstenção poderá baixar nestas eleições, até aproveitando “a embalagem das eleições legislativas, que mostraram que os portugueses estão mais motivados a participar”.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

“Nós faremos a nossa parte”, garantiu, considerando que Sebastião Bugalho “tem feito uma campanha extraordinária de contacto com as pessoas, de esclarecimento dos pontos principais” que levam a AD perspetivar um mandato no Parlamento Europeu nos próximos cinco anos.

Questionado sobre a confusão que houve nas últimas eleições com a AD e o ADN, Montenegro frisou ser importante “que as pessoas possam exprimir a sua vontade genuína, autêntica”.

“Se as pessoas querem votar no ADN, devem votar no ADN. Se querem votar na AD, devem identificar bem o local onde colocar a cruzinha”, afirmou, fazendo um apelo que todos façam “um esforço nesse domínio para que não seja adulterada a vontade popular”.

Com a chegada de Montenegro, chegaram também as bandeiras azuis e laranja da AD e voltou a ouvir-se o hino das legislativas.

Montenegro regressou a Évora cerca de três meses depois de aí ter participado num comício das eleições legislativas.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE