Conecte-se connosco

Política

Presidente da República lamenta morte de dois bombeiros em acidente

Publicado

em

O Presidente da República lamentou hoje a morte de dois bombeiros em Vinhais, no distrito de Bragança, na sequência de um acidente de viação a caminho de um incêndio, apresentando as condolências às famílias enlutadas.

Numa nota publicada na página oficial da Presidência da República na internet, é explicado que Marcelo Rebelo de Sousa já contactou o comandante da corporação de bombeiros “a quem manifestou a sua solidariedade pelas vidas perdidas no cumprimento de missão e endereçou uma rápida recuperação dos bombeiros feridos”. 

“Às famílias enlutadas, aos bombeiros de Vinhais e demais amigos, apresenta o Presidente da República as suas sentidas condolências”, pode ler-se.

O Chefe de Estado salientou ainda a “triste notícia que patenteia o espírito de entrega e serviço ao próximo, presente nas bombeiras e bombeiros de Portugal”.

Dois bombeiros morreram hoje e três ficaram feridos, um deles com gravidade, no despiste de uma viatura em que seguiam para o combate a um incêndio, na zona de Vinhais.

A informação foi avançada à Lusa pelo comandante distrital de Operações de Socorro de Bragança, Noel Afonso, que indicou que o acidente vitimou uma equipa de cinco bombeiros que se deslocava para um incêndio florestal em curso na zona de Travanca.

As vítimas mortais são uma bombeira de 37 anos e um bombeiro de 22 anos. Os outros três bombeiros ficaram feridos, um com gravidade e os outros dois com ferimentos ligeiros.

De acordo com o comandando do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS), o veículo de combate a incêndios em que os bombeiros seguiam “despistou-se na estrada e acabou por cair num declive e capotou”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade