Desporto

Presidente da Académica: Secretário de Estado do Turismo devia ter vergonha

Notícias de Coimbra | 9 anos atrás em 03-11-2015

O Presidente da Académica afirma que o Secretário de Estado do Turismo tem “uma actuação nefasta para o desporto, para o futebol, para a economia portuguesa e para as finanças públicas”.

PUBLICIDADE

É a segunda vez em menos de uma semana que José Eduardo Simões (JES) acusa Adolfo Mesquita Nunes (AMN). A primeira foi na última Assembleia Geral. A segunda foi hoje quando anunciava uma parceria com a Hyundai.

JES acrescenta que AMN tem uma “actuação anti-Académica e anti-futebol” por causa de ainda não ter dado luz verde ao bingo e às apostas online com o fim de beneficiar os casinos e a Santa Casa.

PUBLICIDADE

O facto de o Governo ainda não ter autorizado a transmissão do Bingo para os espanhóis da PEFACO também merece uma reacção veemente do líder da Briosa, que salienta que o Secretário de Estado  tem conseguido “bloquear e impedir” o negócio.

Na hora de fazer contas, JES responsabiliza AMN de causar prejuízos à Académica na ordem dos 600 000 Euros. (250 000 do Bingo e 350 000 Euros em patrocinios e apostas online).

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

O Presidente da Académica conclui que o Secretário de Estado devia ter vergonha pelo trabalho que fez ao clube e ao futebol português.

Recordamos que, no dia em que foi de novo empossado, Adolfo Mesquita Nunes disse a João Galamba que daqui a 15 dias era o socialista que estaria no Palácio da Ajuda na posse do Governo das esquerdas.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE