Conecte-se connosco

Coimbra

Presépio aproximou Luso ao Buçaco

Publicado

em

A Fundação Mata do Buçaco (FMB) e a AquaCristalina – Associação para o Desenvolvimento Cultural, Turístico e Económico da Vila do Luso fizeram o encerramento formal, hoje, do conjunto de presépios que estiveram em exposição pública, entre o Natal e o Dia de Reis, nesta freguesia do concelho da Mealhada.
a
No decorrer da cerimónia, no Buçaco, o presidente da FMB, António Gravato, elogiou a postura dos dirigentes da AquaCristalina e do presidente da Junta de Freguesia, que “conseguiram, com esta iniciativa dos presépios de Natal, unir o Luso ao Buçaco, pondo termo a um afastamento que durava há algum tempo e não fazia qualquer sentido persistir”.
O Presépio de Natal da FMB, recorde-se, foi um trabalho baseado na história da arte, inspirado em obras de grandes mestres da pintura maneirista, renascentista e da arte contemporânea, totalmente concebido com material lenhoso proveniente da mata. Resultou de um desafio lançado pela Associação AquaCristalina no âmbito do programa “Natal Luso/Buçaco”.
A madeira resultante de árvores devastadas pelo ciclone Gong, em 2013, uma serração portátil e toda a habilidade e criatividade que alguns funcionários da FMB emprestaram a este desafio, foram os “ingredientes” usados nesta receita natalícia. “É a primeira vez que a Fundação idealiza um presépio desta dimensão. Foram dois meses de trabalho árduo e de muita dedicação, desde os preparativos iniciais até à montagem e iluminação final”, referiu, aquando da sua inauguração, no dia 12 de dezembro de 2015, um dos coordenadores do projeto, Filipe Teixeira, responsável pelo setor de Património da FMB.
Inspirado em obras de grandes mestres da pintura, como Lorenzo Lotto, Fra Angelico, Sandro Botticelli, Sir Edward Burne-Jones, John McKirdy Duncan, Gregório Lopes, Gerard van Honthorst, Nicola Pisano ou Paula Rego, o presépio do Buçaco, também ele uma obra de arte, revelou-se  um importante atrativo para os turistas que visitaram, no Natal e passagem de ano, esta mancha florestal.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link