Conecte-se connosco

Lazer

Prémio Estação Imagem 2021 continua em Coimbra

Publicado

em

O executivo da Câmara Municipal (CM) de Coimbra vai analisar e votar, na sua reunião de segunda-feira, uma proposta de atribuição de um apoio financeiro pontual, no valor de 75 mil euros, para a realização do Prémio Estação Imagem Coimbra 2021, que vai decorrer de 29 de maio a 25 de julho. Um evento com projeção internacional, organizado pela CM Coimbra e pela associação Estação Imagem, que integra um prémio de fotojornalismo, a atribuição de uma bolsa, exposições, edição de livros, workshops, um mercado do livro de fotografia, conferências e outras atividades paralelas.

O Prémio Estação Imagem está de volta a Coimbra, pelo quarto ano consecutivo, de 29 de maio a 25 de julho. Um evento organizado pela CM Coimbra e pela associação Estação Imagem, cujo sucesso se refletiu, em edições anteriores, num elevado número de visitantes aos diversos espaços do evento. A quarta edição deste projeto em Coimbra promete, pois, fortalecer o protagonismo cultural e turístico da cidade no panorama nacional e também internacional, sendo que este é único no país, numa área artística pouco explorada, que apresenta uma programação de elevada qualidade e se enquadra na estratégia de fomento cultural e artístico da autarquia. A proposta de apoio financeiro a atribuir à associação Estação Imagem é de 75.000 euros.

Em 2021, o evento irá integrar um prémio de fotojornalismo, a atribuição de uma bolsa, exposições, edição de livros, workshops, um mercado do livro de fotografia, conferências e outras atividades paralelas. O Prémio Estação Imagem está aberto à participação de fotojornalistas portugueses, dos PALOP e da Galiza, bem como dos estrangeiros aí residentes. Promove, essencialmente, a reportagem fotográfica e tem nove categorias a concurso: Notícias, Assuntos Contemporâneos, Vida Quotidiana, Desporto, Arte e Espetáculos, Ambiente, Série de Retratos, Fotografia do Ano e Prémio Europa. Os trabalhos premiados dão origem a uma exposição e à publicação de um livro.

O júri do concurso da edição 2021 é constituído por Thomas Borberg, editor chefe de fotografia do jornal dinamarquês Politiken e júri de diversos concursos internacionais, entre eles o World Press Photo; Fábio Bucciarelli, fotógrafo, jornalista e autor reconhecido pelo registo documental de conflitos e consequências humanitárias da guerra e vencedor de vários prémios, entre eles, o World Press Photo; Jodi Bieber, fotojornalista conhecida pela cobertura das primeiras eleições democráticas na África do Sul para o jornal Star e vencedora do World Press Photo com a fotografia de Bibi Aisha; Muhammed Muheisen, reconhecido fotojornalista da National Geographic, que venceu o prémio Pulitzer por duas vezes; e Pierre Fernandez, diretor operacional dos conteúdos multimédia da Agência France Press.  

O júri terá, assim, a árdua tarefa de escolher a reportagem vencedora do Prémio Estação Imagem 2021 e o vencedor da Bolsa Estação Imagem 2021 Coimbra, que permitirá ao fotojornalista vencedor desenvolver um projeto fotográfico sobre o distrito de Coimbra. O anúncio dos vencedores e a entrega dos prémios terá lugar na antiga igreja do Convento São Francisco, em junho.

O Prémio Estação Imagem vai trazer também a Coimbra sete grandes exposições de fotojornalismo e várias aulas abertas dedicadas a fotojornalistas. As exposições vão estar patentes de 29 de maio a 25 de julho, distribuídas por espaços emblemáticos da cidade, mais concretamente pela Sala da Cidade, Edifício Chiado, Galeria Pinho Dinis da Casa Municipal da Cultura, Café Teatro do Teatro Académico Gil Vicente, Centro Cultural Penedo da Saudade e Casa Museu Bissaya Barreto. As aulas abertas vão decorrer de 7 a 11 de junho, via Zoom. Estão, ainda, previstas visitas comentadas a duas exposições, no dia 29 de maio.

Recorde-se que o Prémio Estação Imagem decorreu pela primeira vez em Coimbra em 2018. O sucesso alcançado trouxe o evento de novo à cidade no ano seguinte. Em 2020, a pandemia da COVID-19 obrigou ao adiamento da terceira edição, prevista para o período de 14 de abril a 14 de junho, tendo sido possível reagendar grande parte do programa, com a concretização de oito exposições, que decorreram entre julho e setembro em vários espaços culturais da cidade. Foi, ainda, mantido o lançamento do livro/catálogo, as aulas abertas em formato Zoom, as visitas comentadas e a cerimónia de entrega dos prémios no grande auditório do Convento São Francisco.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com