Conecte-se connosco

Coimbra

Praça da Restauração do Mercado D. Pedro V já abriu (Com vídeos)

Publicado

em

A Praça da Restauração do Mercado Municipal D. Pedro V, na Baixa de Coimbra, abriu ao público, esta segunda-feira, com 12 novos espaços de restauração no piso 1.

“Desde cafetaria, gelataria, doces, sumos naturais, bar, cervejaria, vinhos, espumantes, sangrias e toda a parte de comida: carnes, peixes, sushi, pizza, massas, saladas, sopas e alguns grelhados”, disse, ao Notícias de Coimbra, um dos gerentes da Praça do Mercado, André Santo, realçando que este espaço “pretende ser um ponto de encontro”, para que as pessoas “possam usufruir de vários conceitos”.

O empresário diz que há uma aposta na qualidade e na frescura dos produtos que estão à disposição no mercado, frisando que “à segunda-feira sushi, peixe e marisco não estarão disponíveis para respeitar essa qualidade e frescura”.

Para André Santo o objetivo  é “dinamizar este espaço histórico da cidade” não só através da restauração, mas também com “uma oferta cultural,  seja através da música, poesia. A ideia é realmente abrir o mercado à cidade”.

O vereador Miguel Fonseca refere que esta nova fase de atividade do Mercado D. Pedro V “insere-se numa estratégia de revitalização” deste espaço, para dar uma centralidade, uma modernidade que o mercado necessitava”.

O detentor do pelouro das feiras  e dos mercados acredita que “este irá ser um novo espaço central da cidade”, no entanto, frisa que “vai ser um processo que irá demorar algum tempo, porque os conimbricenses não têm o hábito de vir almoçar ou jantar ao Mercado Municipal”.

A nova praça vai, assim, dinamizar o Mercado D.Pedro V, que foi recentemente requalificado com o objetivo de gerar novas dinâmicas, que incluem o prolongamento do seu horário de funcionamento. Um investimento superior a 1,5 milhões de euros, financiado em mais de 900 mil euros pelo Centro 2020.

O novo espaço concentra sete postos de comida pequenos (com 12,4m2 cada) e cinco postos de comida grandes (com 13,5 m2 cada), uma cafetaria (com 33,7 m2), uma zona de backoffice destinada à lavagem de loiça, vestiários e arrumos (com 70m2) e outras duas praças (com um total de 507,73 m2). Lá será possível encontrar um serviço de takeaway, cafés, doces, gelados, frutas e sumos, crepes e waffles, cocktails, cerveja, vinhos e petiscos, saladas e sopas, pizzas e pastas, sushi, peixe e marisco e carnes, com especial destaque para os hambúrgueres, lê-se numa nota de da Câmara de Coimbra.

O horário de funcionamento do Mercado Municipal D. Pedro V será prolongado para esse efeito. Os pisos 1 e 2 passam a estar abertos até às 24:00, de segunda a quarta-feira, e até às 02:00 de quinta-feira a sábado. Já o piso 0 passa a estar aberto até às 19:00, de segunda-feira a sábado. O Mercado passa, ainda, a funcionar nos feriados de 15 de abril (Sexta-feira Santa), 10 de junho (Dia de Portugal), 01 de dezembro (Restauração da Independência) e 08 de dezembro (Imaculada Conceição).

O Mercado Municipal conta, também, para além da Praça da Restauração, com um espaço para pequenas feiras temáticas e eventos de animação. E brevemente com o Restaurante do Peixe (com 155,63 m2, situado no Piso 2). Os espaços de restauração, bebidas e afins são explorados pela empresa Renasceia – Hotelaria e Restauração, Lda.

Veja o vídeo do Direto NDC com André Santo, um dos gerentes do espaço:

 

Veja o vídeo do Direto NDC com o vereador Miguel Fonseca:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link