Conecte-se connosco

Portugal

População pode ser impedida de sair de casa quando existir risco elevado de incêndio

Publicado

em

FOTO: EPA/Guillaume Horcajuelo

As população que vivem nas zonas consideradas de risco elevado ou muito elevado de incêndio não poderão sair de casa e atravessar a floresta pelo menos é o que declara a Carta de Perigosidade de Incêndio Rural que explica que quando o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) previr temperaturas e humidade propícias à ocorrência de fogos florestais deve-se alertar as pessoas para não saírem das suas habitações.

De acordo com o Jornal de Notícias (JN), vários autarcas e presidentes das Comunidades Intermunicipais (CIM) estão a contestar esta Carta  por considerarem que é “atentatória a direitos de cidadãos”.

O presidente da CIM de Coimbra, Emílio Torrão afirma que o documento é “irrrealista” e que “há situações ridículas” em que, por exemplo, zonas de barragens a serem classificadas como de risco elevado de incêndio. “A floresta não se protege fechando as pessoas em casa”, diz ao JN.

Além do dia a dia das pessoas ficar comprometido, por não poderem sair de casa, o impedimento de se atravessar a floresta nestes dias por ainda condicionar vários eventos organizados pelas autarquias. 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com