Assinaturas NDC

Apoie a nossa missão. Assine o Notícias de Coimbra

Mais tarde

Vamos

Política é um Festival em Coimbra

Notícias de Coimbra | 1 ano atrás em 01-02-2023

O Convento São Francisco (CSF) vai acolher, nos próximos dias 10 e 11 de fevereiro, um “warm-up” do Festival Política, um evento de referência nacional, que cruza as temáticas da cidadania, inclusão e direitos humanos com as artes e que em novembro se vai realizar, pela primeira vez, na cidade de Coimbra. O programa do “warm-up” do Festival Política foi hoje, dia 01 de fevereiro, apresentado em conferência de imprensa. Uma conversa entre o músico Dino D’Santiago e a vereadora da Educação da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, Ana Cortez Vaz, uma oficina para crianças sobre a importância dos ecossistemas, um retrato da música cigana por Tiago Pereira (do projeto Música Portuguesa a Gostar Dela Própria) e um espetáculo de humor de Hugo van der Ding são as propostas deste “warm-up” do Festival Política. O evento tem entradas gratuitas.

PUBLICIDADE

Coimbra vai ser a primeira cidade da região Centro a acolher o Festival Política, no próximo mês de novembro. Um evento de referência nacional, de entrada gratuita, que tem como objetivos centrais a promoção da cidadania e a defesa dos direitos humanos, e que integra diversos formatos, tais como conversas, workshops, música, cinema e performances. Antes disso, porém, está marcado um “warm-up” do festival já para os próximos dias 10 e 11 de fevereiro no CSF. O programa do “warm-up” foi hoje apresentado numa conferência de imprensa que contou com a participação da vereadora da Educação e da Ação Social, Ana Cortez Vaz, do chefe da Divisão do Convento São Francisco, Filipe Carvalho, e de um representante da organização do festival, Rui Oliveira Marques.

O programa do “warm-up” conta com quatro atividades únicas e imperdíveis, de entrada gratuita, que pretendem promover o debate sobre a promoção da cidadania, a necessidade de inclusão e a defesa dos direitos humanos. O programa arranca na sexta-feira, dia 10 de fevereiro, às 10h30, com Dino D’Santiago no Grande Auditório do CSF, numa conversa dirigida às escolas de Coimbra sobre “o poder de transformação que a música e os artistas podem ter na sociedade”. “A música pode derrubar muros?” será a questão lançada pelo músico durante a iniciativa que conta com a participação da vereadora Ana Cortez Vaz e o envolvimento das escolas do concelho.

Já no dia sábado, dia 11 de fevereiro, está prevista uma oficina criativa e de sensibilização pensada para crianças entre os seis e os 12 anos, que procura refletir sobre o impacto das ações humanas na natureza. A iniciativa, marcada para as 11h00 no Foyer do Grande Auditório do CSF, tem por base o jogo tangram e o objetivo de facultar o espaço e as ferramentas para que as crianças possam refletir sobre a importância que todas as peças têm para completar a imagem final (representando os ecossistemas e a biodiversidade).

No mesmo dia, às 17h00, vai ser exibido, na sala D. Afonso Henriques, o documentário “A música invisível”, do realizador Tiago Pereira, que resulta de mais de 250 vídeos gravados, entre 2019 e 2022, em vários locais do país com diferentes comunidades ciganas portuguesas, que deram origem ao projeto “A Música Cigana A Gostar Dela Própria”. A iniciativa vai contar, ainda, com uma conversa dedicada à música cigana e um concerto com um artista da região. Uma forma da autarquia envolver as comunidades ciganas de Coimbra num evento artístico que pretende promover a inclusão e o debate sobre esta temática.

O evento de aquecimento do Festival Política encerra com um espetáculo do humorista Hugo van der Ding, intitulado “A grande mentira”, que vai decorrer na sala D. Afonso Henriques pelas 21h30. Uma aula ao vivo, dedicada ao tema da inclusão, na qual Hugo van der Ding vai utilizar as suas histórias e personagens para abordar a temática.

As sessões do Festival Política são todas acompanhadas de interpretação para Língua Gestual Portuguesa e o filme do realizador Tiago Pereira é legendado em português. Uma vez que o conceito do festival, desde a sua génese, assenta no princípio de acessibilidade social, os bilhetes são gratuitos e podem ser levantados na bilheteira do Convento São Francisco, diariamente, entre as 15h00 e as 20h00.

O ‘warm-up’ do evento em Coimbra resulta de uma coprodução entre o Festival Política e a CM de Coimbra, num projeto que envolve uma pareceria estratégica intersectorial da Divisão do Convento São Francisco, Divisão de Educação, Divisão de Ação Social e Gabinete para a Igualdade e Inclusão do Município de Coimbra. A organização do evento conta, ainda, com a colaboração ativa e regular da Associação Social e Recreativa Cultural Cigana de Coimbra, da Associação Juvenil Código Atomiko, do Centro Comunitário S. José – Cáritas Diocesana de Coimbra e do Projeto Trampolim E8G.

 

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com