Politécnico

Politécnico de Coimbra vê aprovadas 16 candidaturas ao PRR para melhoria das acessibilidades em edifícios  

Notícias de Coimbra | 11 meses atrás em 14-07-2023

O Politécnico de Coimbra tem 16 candidaturas aprovadas no âmbito do Programa “Acessibilidades 360° – Plano de Recuperação e Resiliência” no valor de 86.643,40€, que vão permitir realizar obras de melhoria das acessibilidades em vários edifícios do IPC, criando respostas para a inclusão de pessoas com mobilidade condicionada.

PUBLICIDADE

Numa cerimónia promovida pelo Instituto Nacional de Reabilitação no passado dia 10 de julho, o vice-presidente do IPC, Daniel Gomes, recebeu os termos de aceitação de quatro candidaturas aprovadas, respeitantes aos seguintes edifícios: ESEC IPC: Edifício Ampliação, Edifício de Apoio e Garagem e ISEC IPC: Edifício de Oficinas de Mecânica.

Estas quatro candidaturas aprovadas vêm juntar-se a outras 12 candidaturas já aprovadas cujos termos de aceitação foram assinados em dezembro de 2022 e que foram entregues em cerimónia, que decorreu em Gondomar no dia 3 desse mês, referentes aos seguintes edifícios: ESAC – Bloco DEFG e Bloco HI, ESEC – Biblioteca e Cantina, ESTeSC IPC: Edifício Francisco Grade, ISCAC IPC, ISEC IPC: Edifício Administrativo e Edifício Sudoeste, SAS IPC: Residências Blocos 1, 2, 4 e 5. Neste momento o Politécnico de Coimbra tem 16 candidaturas aprovadas e aguarda o resultado de quatro candidaturas, referentes aos edifícios dos Serviços Centrais – Edifício Principal e Bloco L, ESAC – Bloco AB e Bloco C.

PUBLICIDADE

Segundo Ana Ferreira, vice-presidente do IPC, depois de uma primeira fase de intervenções realizadas em 2020-2021, aproveitou-se esta nova fase de financiamento para dar continuidade a uma estratégia de melhoria dos acessos em todos os edifícios do Politécnico de Coimbra, que se vai traduzir na criação de rampas de acesso a edifícios, criação de lugares de estacionamento para pessoas com mobilidade condicionada, instalações sanitárias adaptadas, execução de pavimentos com tapete em borracha, pavimentos podotáteis, portas exteriores e corrimãos em escadas, entre outros. “Enquanto Instituição de Ensino Superior temos de dar o exemplo à comunidade, nomeadamente aos jovens que formamos, educando para a inclusão”, assegura, explicando que se pretende ultrapassar os constrangimentos colocados pela antiguidade dos edifícios e a consequente falta de acessibilidade dos mesmos e assim “dar as mesmas condições a todos os que frequentam o Politécnico de Coimbra”.

O Programa “Acessibilidades 360° – Plano de Recuperação e Resiliência” tem como objetivo melhorar a acessibilidade a pessoas com deficiência em espaços públicos, edifícios públicos e habitações, em todo o território. É um investimento em conformidade com a Estratégia Europeia sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência 2021-2035 e é uma forma de promover os diretos das pessoas com deficiência, mas também de evidenciar que estes assuntos se interligam com a economia e com toda a sociedade que deve ser de todos e para todos e não uma sociedade de exclusão.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

 

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE