Conecte-se connosco

Politécnico

Politécnico de Coimbra debate a importância da cocriação para a valorização do território

Publicado

em

O Politécnico de Coimbra promoveu, através do INOPOL Academia de Empreendedorismo, o evento de think tank “Cocriar para Valorizar o Território”, no passado dia 17 de novembro, na Escola Superior Agrária do Politécnico de Coimbra. Reunir diferentes stakeholders e individualidades para promover a discussão sobre o contributo de cada um destes agentes para o desígnio da valorização do território foi o objetivo principal da iniciativa, que decorreu no âmbito dos Encontros Regionais INOVC+.

O programa da iniciativa incluiu painéis de debate e momentos de networking, com a participação de diferentes entidades, nomeadamente, academia, municípios, empresas, organismos públicos, ecossistema empreendedor e centros de interface tecnológico.

Segundo o presidente do Politécnico de Coimbra, Jorge Conde, este evento mostra “todas as vertentes que podemos fazer na ligação ao território” e, ao incluir a cocriação, “estamos a dar um sinal de que cada vez menos o saber é por transferência, não é criado nas cadeiras das escolas e transferido para as empresas, mas é criado com elas”.

De acordo com o responsável, o Politécnico de Coimbra tem feito este trabalho de valorização do território, quer com a criação dos projetos @GIR e Coimbra ITEC, que juntam empresas, autarquias e IPC, quer com iniciativas de descentralização do ensino, nomeadamente a criação de polos em Cantanhede e Lousã.

“Queremos mostrar que somos um parceiro de igual para igual no desenvolvimento do território e na criação de saber. Mostrar às empresas que estamos disponíveis para fazer projetos com elas, de inovação, de desenvolvimento de processos e de produto, que os ajudem a ser mais competitivos e consequentemente a crescerem, para contribuir para o nosso território, para empregarem os nossos estudantes. Tudo isto tem um fim que está ligado à nossa missão que é formar”, conclui Jorge Conde.

Os trabalhos iniciaram com uma Sessão de Abertura com as presenças do presidente do IPC, Jorge Conde, do vereador do Município de Coimbra, Miguel Fonseca, e do vogal executivo do Centro 2020, Jorge Brandão. Durante o dia decorreram painéis de discussão onde foram abordados ostemas “A importância da criação e afirmação de marcasterritoriais”, “Investigação ciência e tecnologia ao serviço do território” e “Inovação empreendedorismo e desenvolvimento territorial”, e assistiu-se à intervenção do presidente da Comissão Nacional de Acompanhamento do PRR, Pedro Dominguinhos, encerrando a iniciativa, com o balanço e resumo dos trabalhos, a diretora do INOPOL, Sara Proença.

Para além do think tank, o evento incluiu uma Mostra de Resultados de I&D+I dedicada aos projetos de investigação desenvolvidos no Politécnico de Coimbra, com o objetivo de promover tecnologias, produtos e serviços inovadores e assim potenciar o estabelecimento de novas parcerias estratégicas com stakeholders da região.

Segundo Sara Proença, “este evento torna evidente que o desígnio da valorização dos territórios, das suas gentes, dos seus recursos endógenos, exige que todos sejamos capazes de trabalhar em rede, de forma mais articulada, numa lógica de cocriação de valor, potenciando sinergias, em prol de um objetivo que é comum a todos nós.”

A iniciativa enquadrou-se nas atividades do projeto INOVC+: Ecossistema de Inovação Inteligente da Região Centro, cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com