Conecte-se connosco

Justiça

Polícia Judiciária investiga incêndio que destruiu três veículos pesados

Publicado

em

Um incêndio destruiu hoje três veículos pesados no estaleiro de uma empresa no concelho de Castro Verde, distrito de Beja, e a Polícia Judiciária vai investigar as causas, disseram à Lusa fontes dos bombeiros e GNR.

O incêndio destruiu três veículos pesados que estavam estacionados no estaleiro da empresa Tecnovia, que explora a pedreira situada perto da localidade de Estação de Ourique, no concelho de Castro Verde, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja.

O alerta para o incêndio foi dado às autoridades às 13:07 e as chamas foram extintas às 15:00, indicou a fonte do CDOS.

A GNR suspeita que o incêndio terá sido originado por um curto-circuito, mas, como não conseguiu apurar “com certeza” as causas, passou o caso para a Polícia Judiciária (PJ), disse à Lusa o oficial de relações públicas do Comando Territorial de Beja da GNR, tenente-coronel Edgar Palma.

“Não há indícios de crime”, mas a PJ vai “fazer uma perícia mais detalhada” para determinar as causas, explicou, referindo que o incêndio terá provocado danos estimados em cerca de 195 mil euros.

Edgar Palma explicou que a GNR passou o caso para a PJ, porque “não tem equipamento, nem conhecimentos técnicos suficientes” para apurar as causas do incêndio.

Nestes casos, “por uma questão de ter a garantia de que não há crime ou que há”, a GNR é obrigada a passar o caso para a PJ, que tem “peritos nesta matéria”, acrescentou.

Segundo a fonte do CDOS, as operações envolveram 21 elementos, apoiados por oito veículos, dos bombeiros voluntários de Castro Verde, Ourique e Aljustrel e da GNR.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link