Conecte-se connosco

Coimbra

Plataforma para a saúde mental desenvolvida em Coimbra vence prémio internacional

Publicado

em

Uma plataforma de estudantes para prevenir problemas de saúde mental junto da comunidade académica, desenvolvida por uma equipa da Universidade de Coimbra, venceu a competição internacional ‘EIT Health Innovation Days’.

“É um orgulho para nós sabermos que uma equipa multidisciplinar da UC [Universidade de Coimbra] conseguiu, pela primeira vez, ganhar este prémio europeu numa área tão relevante”, afirma, em comunicado enviado hoje à agência Lusa, a vice-reitora para a investigação e doutoramentos, Cláudia Cavadas.

Intitulada ‘MyCare’, a plataforma tem como objetivo promover a melhoria da saúde mental na fase de prevenção e tratamento, promovendo a literacia e combatendo o isolamento através de uma solução integrada de promoção de atividades sociais e acesso facilitado a apoio especializado e a serviços de tratamento na área da saúde mental.

A equipa da UC responsável pela plataforma é composta pelos estudantes Kevin Leandro, Jeferson Filipe, Milena Alves e a investigadora Susana Paixão.

A sessão final da competição internacional ‘EIT Health Innovation Days’ decorreu no sábado, onde foram apresentados os 10 melhores projetos selecionados de entre os vencedores das 26 fases regionais que decorreram em outubro e novembro em outras tantas localidades europeias.

Avaliados todos os projetos, a solução ‘MyCare’ foi a grande vencedora da final europeia.

Além do apoio no desenvolvimento do projeto e o prémio de 500 euros que já tinha ganho anteriormente, na fase regional (Coimbra Innovation Days), a equipa vai receber apoio e mentoria de especialistas do ‘EIT Health’, por forma a desenvolver o conceito de negócio.

Terá ainda a oportunidade de se deslocar à ‘EIT Health Summit’, que decorre em maio de 2022, em Estocolmo (Suécia).

A equipa de Coimbra “analisou com atenção a realidade que nos rodeia, no que diz respeito à saúde mental, e reparou numa área específica que carecia de melhoria e na qual acharam que poderiam acrescentar valor”, refere a vice-reitora Cláudia Cavadas.

“Aprofundaram o seu conhecimento sobre este problema, auscultando no terreno as partes interessadas, e propuseram uma solução que achamos bastante inovadora e original. É também muito importante saber que um júri europeu tenha reconhecido o mérito desta equipa e deste projeto, dando-lhes agora a oportunidade de crescer e amadurecer o conceito”, concluiu.

O Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT) é um organismo da União Europeia criado em 2008 para reforçar a capacidade de inovação da Europa e promove a inovação, integrando as empresas, a educação e a investigação, a fim de encontrar soluções para os desafios globais prementes.

Reúne mais de 1.000 parceiros e estabelece a ligação entre os mesmos, dando aos inovadores e empresários de toda a Europa, os meios para transformarem as suas melhores ideias em produtos, serviços, emprego e crescimento.

O EIT é parte integrante do programa-quadro de Investigação e Inovação da União Europeia (Horizon2020).

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link