Conecte-se connosco

Saúde

Plataforma denuncia falta de informação na vacinação contra gripe

Publicado

em

A Plataforma Saúde em Diálogo alertou hoje para a falta de informação relacionada com a vacinação gratuita contra a gripe nas farmácias, que está a dificultar o processo.

“Foram já vários os cidadãos que, cumprindo os requisitos para vacinação gratuita nas farmácias, nos informaram não conseguir usufruir deste seu direito, devido à ausência de uma declaração médica eletrónica”, afirmou a presidente da Plataforma, Rosário Zincke, em comunicado enviado à agência Lusa.

A plataforma, constituída por 56 associações de doentes, antecipa, assim, “algum grau de insucesso no processo de vacinação” da população inserida nos grupos de risco, e com idade inferior a 65 anos, e “uma possível sobrecarga do Serviço Nacional de Saúde” (SNS), quando se atingir o pico do inverno.

A organização enviou já uma carta à Direção-Geral da Saúde (DGS), devido “ao desconhecimento generalizado”, por parte dos cidadãos com doença crónica da informação e respetivos procedimentos para aceder às vacinas gratuitas contra a gripe que fazem parte do contingente público do SNS nas farmácias comunitárias.

Na missiva, a Plataforma reforça a importância de existir uma “comunicação estruturada e objetiva por parte das autoridades de saúde”, tanto para os cidadãos como para os profissionais do setor, por forma a garantir “o sucesso de medidas de saúde pública” como esta.

Para receberem a vacina contra a gripe gratuitamente, os cidadãos elegíveis devem apresentar uma declaração médica emitida eletronicamente através da Plataforma de Prescrição Eletrónica de Medicamentos (PEM), que pode depois ser enviada ao utente por SMS ou entregue em papel.

As vacinas gratuitas contra a gripe fazem parte do contingente do Serviço Nacional de Saúde disponibilizado às farmácias que aderiram ao Programa “Vacinação SNS Local”.

De acordo com uma norma da DGS, as vacinas dirigem-se a todas as pessoas entre os seis meses de idade e os 64 anos, inclusive, “com as doenças crónicas ou condições identificadas pela DGS”, esclareceu a plataforma, indicando que a lista de farmácias que dispõem de vacinas do contingente do SNS está disponível através do ‘site’ das Farmácias Portuguesas e do ‘site’ da Associação de Farmácias de Portugal.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link