Conecte-se connosco

Crimes

PJ trata das férias de 80 médicos

Publicado

em

A Polícia Judiciária concluiu uma investigação, por práticas de corrupção relacionadas com a prescrição de aparelhos complementares de terapêutica, tendo sido investigados e constituídos arguidos oitenta médicos

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC), no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público, Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) concluiu uma investigação em que foram constituídos arguidos oitenta médicos por práticas de corrupção, através do recebimento de contrapartidas em dinheiro, viagens de férias e bens de consumo oferecidos por três laboratórios médicos, para prescreverem aparelhos médicos de determinadas marcas representadas por estas empresas.Essas ofertas eram calculadas pela quantidade de prescrições efetuadas pelos médicos.

A investigação incidiu sobre o período de 2007 a 2012 e os valores apurados das ofertas ultrapassam os quatrocentos mil euros.

Para além dos médicos, também foram constituídos arguidos os representantes das empresas. Esta investigação contou com a colaboração do Ministério da Saúde.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade