Política

Pedro Nuno Santos defende eliminação do cargo de representante da República nas regiões autónomas

Notícias de Coimbra | 3 meses atrás em 05-12-2023

 O candidato à liderança do PS Pedro Nuno Santos defendeu hoje a eliminação do cargo de representante da República para as regiões autónomas e salientou que a Madeira e os Açores “acrescentam Portugal” através da zona económica exclusiva.

PUBLICIDADE

“Nós não queremos substituir [o representante da República] por outro nome, como mandatário da República, mas sim eliminar, porque obviamente a Madeira e os Açores não são colónias, são regiões de Portugal”, disse.

PUBLICIDADE

Pedro Nuno Santos falava no Funchal, Madeira, no âmbito de um encontro com militantes e simpatizantes do PS, que contou com a participação do recém-eleito presidente da estrutura regional do partido, Paulo Cafôfo.

PUBLICIDADE

publicidade

O candidato à liderança do PS classificou o cargo de representante da República como “figura ultrapassada”, sublinhando que a autonomia foi um dos instrumentos mais importantes para o desenvolvimento das duas regiões insulares e, por isso, “tem que ser cuidada”.

“A Madeira, tal como os Açores, acrescentam Portugal e nós temos uma zona económica exclusiva que é das maiores do mundo fruto das nossas duas regiões autónomas”, declarou.

PUBLICIDADE

Pedro Nuno Santos disse ainda que uma futura Lei do Mar não pode ignorar a experiência e o conhecimento dos dois arquipélagos ao nível da sua gestão e defendeu que as regiões devem participar na definição da estratégica para o mar.

Às eleições diretas socialistas, agendadas para 15 e 16 de dezembro, apresentaram-se até agora três candidatos: o ex-ministro das Infraestruturas Pedro Nuno Santos, o atual ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, e Daniel Adrião, dirigente da linha minoritária de oposição ao atual secretário-geral, António Costa.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com