Conecte-se connosco

Pedro Mexia na Lousã para evocar 150 anos da abolição da pena de morte

Publicado

em

O escritor Pedro Mexia realçou hoje, na Lousã, a importância da abolição da pena de morte em Portugal, lamentando que 150 depois haja pessoas que a defendem, designadamente em casos de fogo posto e crimes sexuais.

Pedro Mexia

Ao lembrar que a pena capital vigora ainda um pouco por todo o mundo, designadamente na China, em diversos países árabes e muçulmanos e em 31 dos 50 estados dos Estados Unidos da América, o assessor cultural do Presidente da República alertou que a sua abolição, incluindo em Portugal, em 1867, representa uma conquista civilizacional “que é preciso saber” defender.

“Tem sido uma batalha com muitas vitórias”, além de constituir “um dos motivos de orgulho patriótico”, já que Portugal “foi dos primeiros” países do mundo a acabar com a pena de morte, no reinado de D. Luís, disse Pedro Mexia.

O também crítico literário, que tem raízes familiares na Lousã, distrito de Coimbra, intervinha perante alunos e professores da Escola Secundária local, numa sessão subordinada ao tema “150 anos da abolição da pena de morte em Portugal”, organizada pelo grupo de História em parceria com a Biblioteca Escolar.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com