Desporto

Pedida a demissão do Presidente da Académica

Notícias de Coimbra | 9 anos atrás em 13-02-2015
| EXCLUSIVO NDC |
Notícias de Coimbra sabe que no decorrer do Conselho Académico da Associação Académica de Coimbra – Organismo Autónomo de Futebol foi pedida a demissão de José Eduardo Simões, mas o Presidente da Direcção não ouviu, pois tinha optado por abandonar os trabalhos  logo no início da reunião dos “senadores”.

O presidente afirmou que CA por respeito com os demais membros, para” falarem à vontade”. Invocou mesmo sofrimento pessoal, pelo qual não quer voltar a passar.

PUBLICIDADE

A decisão de JES surgiu depois do CA ter indicado à Assembleia Geral uma comissão de 8 juristas, que inclui Luís Filipe Pereira, Paulo Almeida, Nogueira Serens e Pinto Monteiro, para procederam a nova revisão dos Estatutos da AAC/OAF.

Entretanto, um parecer de Leal Amado apresentado no CA, pode ler-se que não existe qualquer incompatibilidade para JES exercer funções enquanto gerente da SDUQ.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Já sem JES na sala de conferências da Academia Dolce Vita, João Vasco Ribeiro, ex-presidente da CCDRC, pediu mesmo a demissão do Presidente da Direcção.

PUBLICIDADE

Opinão contrária tem Nogueira Serens, que comparou José Eduardo Simões a Robin dos Bosques. O professor de Direito afirmou mesmo que JES roubou aos ricos para dar aos pobres.

A Vice-Presidente Maria José Vicente foi outra das defensoras do seu presidente. Esposa do presidente do Conselho Fiscal e advogada, deu a entender que o processo em que foi condenado Simões foi lucrativo para a AAC/OAF, pois os  actos de corrupção renderam mais de 300 000.00 Euros e a Briosa só está a devolver 200 000.00 ao Estado, concluindo assim que não houve prejuizo patrimonial.

Respondendo a Maria José, João Paulo Fernandes, irónico, disse que os sócios já sabem que a Académica esconde tudo dos sócios, adiantando que existe um problema de comunicação quando o clube não consegue dar aos sócios a boa notícia que a condenação por corrupção foi lucrativa.

Rui Alarcão, Luís Filipe Pereira, Francisco Andrade, Castanheira Jorge e Sá Furtado também criticaram a postura de José Eduardo Simões.

Se o eleitor tiver alguma informação que ajude a completar ou a melhorar esta notícia envie para: fernandomoura@noticiasdecoimbra.pt

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE