Conecte-se connosco

Política

Peça de teatro sobre julgamento de Álvaro Cunhal representada em São Paulo

Publicado

em

A Companhia de Teatro de Almada apresenta, este fim de semana, no Teatro João Caetano, em São Paulo, Brasil, a peça “Um dia os réus serão vocês”, sobre ideia do encenador Joaquim Benite, informou hoje a companhia.

Baseada na defesa apresentada por Álvaro Cunhal quando foi julgado em 1950, depois de preso pela PIDE, a peça estreou-se a 25 de Abril do ano passado, no Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada.

As representações no Brasil, pela Companhia de Teatro de Almada (CTA), realizam-se na sexta-feira, no sábado e no domingo.

Com Luís Vicente, no papel de Álvaro Cunhal, a peça foi uma ideia inicial de Joaquim Benite, primeiro diretor da CTA, e estreou-se no ano em que se assinalou o centenário de nascimento do líder histórico do Partido Comunista Português.

Uma acusação ao regime ditatorial de então e uma defesa das ideias políticas de Cunhal, é como Rodrigo Francisco, responsável pela dramaturgia da peça, a define, acrescentando que, embora já se tenham passado 64 anos sobre os factos, “o texto continua mais do que atual”.

Apesar de se basear na defesa apresentada por Cunhal no julgamento a que foi submetido entre 02 e 09 de maio de 1950, a peça inclui textos de outras obras assinadas por Manuel Tiago, o pseudónimo literário do antigo dirigente comunista.

Nascido em Coimbra, a 10 de novembro de 1913, Álvaro Cunhal foi preso pela PIDE, a polícia política da ditadura, a 23 de março de 1949, e recusou-se a prestar declarações.

Durante o julgamento, Cunhal preparou a sua defesa num texto em que criticava e condenava a ditadura fascista, atacando as políticas seguidas por Oliveira Salazar, o presidente do Governo, tanto no plano interno como no externo.

Em declarações à agência Lusa, Rodrigo Francisco disse que, com este espetáculo, a Companhia de Almada pretende também “homenagear as mulheres e os homens que dedicaram as suas vidas a defender a liberdade”.

No final da década de 1940 e no início da de 1950, aumentou a repressão sobre o movimento comunista português, havendo a assinalar, entre janeiro e junho de 1950, quatro mortes de militantes comunistas.

Na altura, a candidatura portuguesa às Nações Unidas continuava a ser recusada, com o veto da antiga União Soviética. Portugal fora membro fundador da NATO, em 1949, disponibilizando a Base das Lajes às forças armadas norte-americanas, sendo abrangido pelo Plano Marshall.

No julgamento agora levado à cena pelo Teatro de Almada, Cunhal foi condenado a 11 anos de prisão, oito dos quais em regime de isolamento.

O líder do PCP acabou, no entanto, por não cumprir a totalidade da pena, pois a 03 de janeiro de 1960 evadiu-se da cadeia de Peniche, com outros oito militantes comunistas.

A peça “Um dia os réus serão vocês” já foi apresentada em 10 cidades portuguesas.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link